in

Montando um roteiro de viagem para o Rio Grande do Norte

- - Nenhum comentário
Fui ali na esquina - do Brasil!
Você está planejando suas próximas férias e decide viajar para o Nordeste. Daí encontra aquela passagem show, com um precinho que cabe no bolso e resolve curtir dias de sol, praia e muito relax... Quem nunca não é?

O que eu costumo dizer é que todos os estados do nordeste valem a pena. Gosto de todos, cada um com sua característica particular, mas todos maravilhosos. E se você escolher o Rio Grande do Norte, saiba que montar um roteiro de viagem pra lá não tem muito mistério.

O Rio Grande do Norte é um dos destinos nordestinos mais procurados pelos turistas. Também vamos combinar, a fórmula mágica "sol + praia + água quentinha + sossego" faz qualquer um se apaixonar pelo estado. Some-se a isso as lindas praias e dunas, lagoas de água doce e cristalina, os passeios de bugre, os golfinhos soltos na natureza.. É, o litoral potiguar é mesmo um destinão daqueles!

E como planejamento é a palavra de ordem dessa viajante aqui, vou explicar pra vocês como montei meu roteiro pra conhecer o litoral do estado do Rio Grande do Norte, assim você pode se basear nele pra montar a sua trip também! Tire uns dias de folga, compre uma passagem, reserve seu hotel e pronto! Daí pra frente não tem erro, é só alegria!

A minha viagem


Fui para o Rio Grande do Norte na segunda quinzena de setembro e passei oito dias inteiros sem contar o dia de chegada e partida.

O esquema da minha viagem era conhecer o litoral sul e norte do estado, sem muita correria. Por isso montei três bases pra explorar o estado com calma: Pipa, Natal e São Miguel do Gostoso.

E a minha decisão foi acertada viu? Porque eu me encantei com os lugares que conheci e saí de lá com a certeza de que ficar só em Natal fazendo passeios bate-volta é o maior erro que o turista desavisado pode cometer! Curta o Rio Grande do Norte com a calma que a maresia nordestina merece!

Melhor época para visitar o Rio Grande do Norte

 

O litoral do Rio Grande do Norte segue a tendência climática de todo o nordeste. A chuva vem com mais frequência entre os meses de março e agosto. Se puder, evite esses meses. No resto do ano, no geral faz muito sol e calor.
x
Na época que eu fui, peguei muito sol todos os dias! Foi maravilhoso, tudo de bom!

Fica o alerta para a temporada de ventos no nordeste que começa em agosto e vai até dezembro. Para os amantes de esportes de vento, como o kite e o windsurf, é praticamente como ir para a Disney. Já para quem pretende estender uma canga na praia, vento na cara nem sempre é agradável.

Um outro ponto a se considerar é a maré. A variação de maré no nordeste é muito alta e você precisa ficar ligado nesse movimento pra saber os melhores horários para visitar determinadas praias e suas piscinas naturais.

Pra consultar a tábua de marés, pesquise em sites como o da Marinha, Climatempo ou Surfguru.

Como chegar


Pra quem mora longe do nordeste a melhor opção é chegar via aeroporto. O de Natal, também chamado Aeroporto Internacional Augusto Severo (NAT) recebe voos de várias cidades brasileiras e também de Portugal. Todas as companhias nacionais e a TAP operam por lá.

O aeroporto fica um pouco afastado da área turística de Natal e espere gastar uns 40 minutos nesse deslocamento que pode ser feito de carro alugado, táxi ou transfer.


Como se locomover


Bem, pra quem viaja na intenção de desbravar o estado, a minha primeira opção sempre será o carro, pela independência que ele proporciona. O ideal nesse caso é já sair do aeroporto com um alugado.

Pra quem não quiser / puder optar pelo carro, vai depender das operadoras de turismo da região para fazer os passeios, ou ainda, fazer os passeios de bugre pelo litoral do estado.

Quem quiser pode optar por outros meios de transporte

Onde se hospedar no Rio Grande do Norte


Nessa pegada de conhecer melhor as atrações de norte a sul do Rio Grande do Norte, escolhi montar três bases no estado: Pipa, Natal e São Miguel do Gostoso.

Minha preferência é por pousadas simples mas que oferecem um conforto básico como ar, frigobar, TV e boa conexão de internet. Eu considero isso o suficiente pois acaba que eu passo o dia inteiro na praia ou na estrada desbravando novos lugares, chegando apenas no fim do dia pra tomar um banho e ir pra rua de novo, pra jantar, bater uma perna e tal. Então, pra mim a pousada não precisa ter mais do que mencionei acima.

E as minhas escolhas nessa trip foram super aprovadas. Todas as pousadas que fiquei não me decepcionaram em nada. Abaixo eu listo o nome e link de cada uma delas e falo mais em detalhes no post de cada de destino:

- Pipa: Pousada Pomar da Pipa
- Natal: Hotel Atol das Rocas
- São Miguel do Gostoso: Pousada Chica Pitanga 

Para pesquisar hotéis no Rio Grande do Norte, clique aqui. Mas lembre-se sempre de ficar atento às avaliações, ok? 😉

http://www.booking.com/searchresults.html?city=-652627&aid=1256661&no_rooms=1&group_adults=1

O que fazer No Rio Grande do Norte


Nordeste não tem muito mistério né? É destino pra quem quer curtir férias na praia. E o Rio Grande do Norte com sua combinação perfeita de praias maravilhosas, mar quentinho e aquela brisa do mar deliciosa faz do estado um dos principais destinos de praia do país.

Pra entender como funciona o litoral de lá, é bom saber que ele se divide entre norte e sul tendo Natal, a capital, como base central do estado.

Espere encontrar no Rio Grande do Norte praias paradisíacas, com piscinas naturais, mar delícia e visuais incríveis de falésias. Dunas enormes por onde são feitos os famosos passeios de bugre (e na minha opinião o único lugar em que esse tipo de passeio não é pegadinha) e lagoas de água doce e cristalina (muitas concentradas no município de Nísia Floresta, vizinho à Natal).
 
Baía dos Golfinhos - Pipa
Praia do Amor - Pipa
Dunas de Genipabú
Lagoa de Jacumã
Lagoa do Carcará
Pôr do sol em São Miguel do Gostoso

Montando o roteiro


A premissa que inspirou esse roteiro foi ter tempo para fazer as coisas com calma! E tempo disponível em viagem é quase um artigo de luxo né, pois sempre falta tempo pra conhecer tudo, rs! Mas eu tinha feito uma viagem nesse mesmo ano para a Califórnia e comprei a passagem com a data errada, com menos dias o que o previsto! 🙈 Acabei fazendo uma viagem super corrida. Então, nessa trip para o RN eu queria descansar (e desbravar o estado também)!

Apesar do Rio Grande do Norte ser um estado ser pequeno e a distância entre Natal e Pipa ser curta, não recomendo fazer bate-volta até lá, pois a cidade é tão bacana e tem tanto lugar legal e lindo na região que eu recomendo passar uns dias por lá.

O mesmo vale para quem pretende conhecer o extremo norte do estado, onde ficam as cidades de São Miguel do Gostoso e Galinhos, lugares em que o turismo está começando a se desenvolver e que guardam uma atmosfera ainda bem original e super sossegada. Vale a pena passar algumas noites na região.

Então, levando tudo isso em consideração, montei meu roteiro da seguinte forma:

x
Para a minha proposta de viagem o roteiro ficou redondo! A única alteração que eu faria seria no Dia 9, quando visitei Galinhos. Achei o lugar tão legal que fui embora lamentando não ter pensando na possibilidade de pernoitar lá pra aproveitar mais um pouquinho no dia seguinte. Mas ainda assim, foi tudo nota dez!

Dicas Gerais


Sei que já falei mas como a dica é preciosa, vale a pena repetir: não faça bate-volta até Pipa. Escolha passar pelo menos umas duas noites por lá.

Uma viagem ao Rio Grande do Norte cabe para todos os tipos de bolsos e gostos. Tem opção de hospedagem e alimentação de todos os tipos.

Apesar do Rio Grande do Norte sempre aparecer nos noticiários como um lugar violento, passei dias muitos tranquilos pelo estado sem nenhuma intercorrência. Em Natal havia apenas uma recomendação do hotel para não caminhar em Ponta Negra após o Morro do Careca, pois ser assaltado era quase certeza.

Mais sobre a viagem ao Rio Grande do Norte

Nenhum comentário

Postar um comentário