in

Montando um roteiro de viagem para as Bahamas

- - 2 comentários
Apresento-lhes: as Bahamas! 💙
As Bahamas são um país insular formado por diversas ilhas (umas três mil!) banhadas pelo Mar do Caribe e que ficam bem próximas dos Estados Unidos. A origem do seu nome vem do termo em espanhol "baha mar", que significa mar raso.

Esse mar raso, garante às Bahamas um dos visuais de praia mais lindos de todo o mundo: os seus famosos e incríveis bancos de areia, formados durante a maré baixa. Coisa fina de se ver!

Porém o país não é famoso somente pela sua beleza natural mas também por ser um paraíso fiscal onde milionários do mundo todo resolvem guardar seu rico dinheirinho.

Polêmicas à parte, as Bahamas são mesmo um destino de praia dos mais bonitos desse mundão. Pena que não é muito acessível financeiramente falando, pois ainda é um destino caro e pouco explorado pelos brasileiros.

Muita gente visita as Bahamas através de paradas rápidas de cruzeiros ou ainda se hospedam em um dos resorts de Nassau. Só que o país vai muito além de sua capital. Na verdade, as melhores praias das Bahamas não ficam em Nassau, mas sim em outras ilhas.

E, tentando conhecer um pouquinho mais desse país, emendei minha viagem à Jamaica com alguns dias nas Bahamas, onde pude conhecer as Exumas e Nassau.

Para conferir mais fotos dessa trip no Instagram, clique aqui ou procure #reviajajabahamas.

Melhor época para visitar as Bahamas


As Bahamas, assim como a maior parte do Caribe, possui basicamente duas estações: seca e chuvosa. A seca ocorre durante entre os meses de novembro a abril, coincidindo com o inverno no hemisfério norte, o que lá não chega a ser um problema pois ainda que seja inverno, as temperaturas continuam agradáveis.
Já o verão é mais complicado. A chuva vem com mais frequência entre maio e outubro e a temporada de furacões rola oficialmente entre junho e novembro. Não quer dizer que se você viajar nessa época pra lá vai encontrar com um, mas a probabilidade é alta pois as Bahamas sempre sofrem com esse fenômeno.

Eu fui no início do mês de março e não dei tanta sorte assim. Um dia antes de chegar às Bahamas, rolou uma tempestade super forte na Costa Leste dos Estados Unidos (mais pro alto, em Nova Iorque, Chicago e tal), daquelas que fecha aeroporto, derruba casas, rola inundação etc. Com isso, acho que teve uma revolução climática ali naquela meiúca pois no dia que cheguei em Exuma, o vento estava forte demais.

Os dias seguintes também foram de muito vento e alguns até nublados. Coisa que nunca pensei na vida era usar casaco nas Bahamas, mas sim, teve dia que chegou a fazer frio. Mas todos os locais me disseram que isso é atípico para esta época do ano.

Como chegar nas Bahamas


Não existem voos diretos entre o Brasil e as Bahamas. Será necessário fazer conexão via Panamá (Copa Airlines) ou EUA (várias companhias).

Situando as Bahamas
Os principais aeroportos que recebem voos de grandes companhias aéreas são os da capital Nassau (NAS) e Freeport (FPO). Nas demais ilhas existem pequenos aeroportos que recebem voos de companhias regionais.

Há quem considere a opção de chegar às Bahamas via marítima, através de cruzeiros que saem da Florida (Miami ou Fort Lauderdale). Neste caso os portos que recebem essas embarcações ficam nas duas cidades principais Nassau e Freeport.

Existe também transporte marítimo entre as ilhas, operado pela empresa Bahamas Ferries. Mas eles tem uns horários meio estranhos, não sei se vale muito à pena. O mais comum é se deslocar entre ilhas via avião mesmo.

Meu destino inicial nas Bahamas eram as Exumas, então peguei um voo em Fort Lauderdale vendido pela United mas operado pela Silver Airways. Depois de alguns dias fui para Nassau pela Bahamas Air e de lá peguei um voo para o Panamá, via Copa.

Providências


- Visto e imigração

Brasileiros que viajam às Bahamas a turismo não precisam de visto até 90 dias. É preciso apresentar passaporte válido e certificado de vacinação contra a febre amarela.

Tirando a (falta de) simpatia dos funcionários da imigração, o processo foi bem tranquilo. Ainda no avião entregaram um formulário, que deve ser preenchido um por pessoa e entregue junto com o passaporte para verificação. Cobraram e conferiram o certificado de vacinação e fizeram perguntas básicas sobre propósito da viagem, qual era o número do voo etc.

- Língua

O inglês é o idioma oficial, apesar do forte sotaque deles e por algumas vezes não dá pra entender nada do que eles falam.

Alguns se comunicam num dialeto próprio, mas isso acontece geralmente quando eles não querem que a gente entenda nada mesmo.

- Moeda

A moeda oficial é o dólar bahamense. O dólar americano é aceito normalmente e tem câmbio de 1 pra 1 por isso não é preciso trocar moeda.

O troco geralmente é dado em dólar bahamense, por isso quando for pagar alguma despesa dê preferência para gastar a moeda local.

Onde se hospedar nas Bahamas


As Bahamas não são um destino de férias econômico. A hospedagem costuma ter preços nem sempre camaradas. Quem está a procura de resorts, prepare-se porque os preços lá são elevados já que luxo e exclusividade é o tema da casa.

Mas se você procura por algo mais honesto, dá pra encontrar opções de hospedagem mais simples. Há alguns poucos hotéis básicos e muitas opções de aluguel de casa / apartamento por temporada.

Abaixo eu listo os locais onde me hospedei nas ilhas que visitei. Falo mais detalhes de cada propriedade nos posts sobre esses destinos.

- Exuma: Sapphire Garden Townhouses
- Nassau: British Colonial Hilton 

http://www.booking.com/searchresults.html?city=-1543832&aid=1256661&no_rooms=1&group_adults=1

Como se locomover nas Bahamas


Em Nassau há transporte público bom que funciona bem por um precinho camarada. Eu acabei não utilizando por que fiquei apenas pelo centro da cidade e deu pra fazer tudo a pé (eu pretendia alugar carro para explorar a ilha mas o clima não ajudou).

Nas demais ilhas o transporte público é praticamente inexistente. Daí sobram apenas as opções de aluguel de carro, que em todas as ilhas é caríssimo, vá preparado.

Nas Bahamas dirige-se na mão inglesa e por mais que a missão possa parecer difícil, é bem mais fácil do que você possa imaginar. E lá, com exceção de Nassau que tem trânsito mais movimentado, nas demais ilhas é ótimo para praticar a direção invertida, já que quase não passa carro na rua.

 Você vai gostar de dirigir aqui, tenho certeza!
Um detalhe curioso é que a maioria dos carros são japoneses, pois segundo os locais, é mais barato importar carro com a direção invertida do Japão. É possível encontrar alguns carros convencionais (ao nosso padrão), geralmente os táxis, mas já pensou dirigir na mão inglesa com um carro normal? É de pirar o cabeção! 😂

Montando o roteiro


Montar um roteiro de viagem pelas Bahamas não tem muito mistério. Como trata-se de um país insular você terá a "difícil" tarefa de escolher qual ilha paradisíaca (ou quais) deseja conhecer.

Como curto mais viagens de praia, com muito visual e contato com a natureza, escolhi a ilha das Bahamas que não é a mais desenvolvida mas que possui uma grande quantidade de lugares "uau": as Exumas.

Incluir Nassau na minha trip foi um "acidente de percurso". Na verdade eu só passaria por lá para pegar o voo para o Panamá, de retorno ao Brasil. Porém a Copa Airlines, simplesmente cancelou o meu voo e me deixou a ver navios (literalmente) em Nassau por dois dias. Então fazer o quê né? Bora conhecer também!

E assim ficou o meu roteiro nas Bahamas:
X
X
Abaixo vou fazer um breve resumo das Bahamas pra te ajudar a decidir qual é a sua "praia".

As ilhas das Bahamas

Nassau e Paradise Island


Nassau é a capital das Bahamas logo, é a ilha mais desenvolvida. É nela que fica o principal porto e aeroporto das Bahamas.

Nassau é pra quem gosta de movimento, de fazer compras e curtir uma agitação nos vários bares e  restaurantes do centro da cidade.

É aqui também onde foram instaladas diversas filiais de grandes redes de resort. Tanto que a principal "atração" de Nassau é o Atlantis, hotelão construído com inspiração na cidade perdida de Atlândida.

Nassau é ainda um dos principais destinos de cruzeiros do Caribe. O porto, que fica bem no centro da cidade, tem capacidade para receber cinco cruzeiros por dia. Daí vamos fazer uma conta rápida: cada cruzeiro leva em média umas 2.000 pessoas x 5 = 10.000 por dia! Tenso né?

Olha ali os "bichinhos"
E assim fica o centro de Nassau durante o dia: lotado. Já de tardinha, quando o pessoal embarca de volta, o centro vai ficando vazio de novo, pra não dizer deserto.

Aliás, importante informar que Nassau é um dos lugares mais violentos do Caribe. Mas calma lá com essa última frase. Violência no Caribe é bem diferente daquilo que conhecemos aqui. Vou falar mais detalhadamente deste assunto no post - Dicas de viagem para Nassau.

Recomendação de estadia: 3 dias.

Exumas


As Exumas são o conjunto de ilhas mais bonitos na minha opinião. Não conheci todos, é verdade mas pelas minhas pesquisas foi o que mais me chamou a atenção.

 Advinha porque?
O conjunto de ilhas é formado por Great Exuma, ilha principal onde fica o pequeno aeroporto, Little Exuma, ilha vizinha à Great acessada por uma ponte e por último as Exumas Cays, um subconjunto de pequenas ilhas que reza a lenda somam 365! Todas acessadas somente por barco ou através de pequenas e exclusivas pistas de pouso.

A estrutura de Great Exuma é bem simples. A capital, George Town, é bem pequena e conta com um comércio bem tímido (um banco, um mercado etc). Transporte público não existe, todo mundo anda de carro (e mesmo assim as estradas e cidades parecem fantasmas!). No post - Dicas de viagem para as Exumas - eu conto tudo em detalhes.

As Exuma são o destino perfeito para aqueles que curtem uma boa praia e gostam contemplar a natureza. Lá você vai encontrar além de praias paradisíacas e algumas curiosidades como porcos que nadam, ilhas dominadas por iguanas e tubarões carinhosos. 😁

 Bem mansinhos 😎
Recomendação de estadia: 4 a 5 dias.

Bimini


É o conjunto de ilhas mais próximo de Miami, fica a apenas 80km. Com estrutura simples, Bimini já surpreende o visitante com o seu mar azul-bahamas (sim, acabei de inventar esse tom de azul). Além disso tem uma pegada histórica também pois foi aqui que Ernest Hemingway teve casa de veraneio e também que Martin Luther King escreveu seu discurso para o prêmio Nobel da Paz.

Pra chegar lá as opções são voos vindos da Florida (são apenas vinte minutos de voo de Miami ou Fort Lauderdale). E também dá pra ir de barco, operado pela FRS Caribbean. As saídas ocorrem nas quartas e finais de semana a partir do porto de Miami e a viagem leva duas horas. Pra quem tá de bobeira em Miami, rola de fazer um bate volta (saída às 9h / retorno às 18h).

Espere encontrar belas praias, uma estrutura simples (mas com hotelão) e a curiosa formação rochosa chamada de Bimini Road, uma "estrada de pedras" submersa que reza a lenda teria pertencido à cidade perdida de Atlândida.

 Um dos locais tradicionais de mergulho em Bimini
Recomendação de estadia: 2 a 3 dias. Mais informações no site oficial, aqui.

Eleuthera e Harbour Island


Uma outra ilha que considero super interessante nas Bahamas é Eleuthera e sua vizinha Harbour Island, que já foi capital das Bahamas. Isso faz com que as duas ilhas ofereçam uma estrutura um pouco mais desenvolvida, em geral.

As belas praias de mar azul-bahamas (complementando a descrição: claro, raso e calmo) são o ponto forte daqui, com destaque para a French Leave Beach, uma praia extensa de areia rosa! Além disso, devido à formação rochosa existente nesse conjunto de ilhas, há muitos "blue holes" e cavernas em toda a sua extensão.

Eleuthera é interessante também, viu?
As ilhas possuem três aeroportos. Todos recebem voos de Nassau e apenas os de Governor's Harbour e North Eleuthera, voos da Florida. Também dá pra chegar vindo de ferry operado pela Bahamas Ferries.

Recomendação de estadia: 4 a 5 dias. Mais informações no site oficial, aqui.

Demais ilhas


Gente se eu for detalhar todas as ilhas das Bahamas esse post não vai ter fim! 😂 Por isso preferi detalhar as que considero mais interessantes. Mas há muito mais pra ser visto nas Bahamas como as ilhas de Freeport, Andros, Long Island... e por aí vai!

Blue Hole em Andros
Para consultar mais informações de todas as ilhas, recomendo uma visita ao site oficial de turismo das Bahamas, aqui.

O que fazer nas Bahamas


Destino no Caribe não tem muito mistério né? É pra curtir praia! Então acaba que a programação básica nas Bahamas é essa mesmo, ficar de bob na praia.

Bancos de areia no meio do mar pra chamar de seu
As atividades de mergulho, pesca e passeio de barco são o carro chefe em todas as ilhas.

Dá até pra alugar um desses..
Em Nassau, onde fica o centro financeiro do país, tem muitas lojas, a maioria joalherias de luxo. Então não pense nas Bahamas como um destino de compras, aqui a brincadeira é só para os fortes.

Dicas Gerais


A diferença de fuso para o Brasil é de duas horas a menos. Durante o horário de verão a diferença aumenta para três horas.

A voltagem é de 110v e as tomadas são de pino chato.

Quase todos os preços nas Bahamas não incluem um imposto local chamado de VAT. Por isso quando for comprar/pagar algo sempre questione se o tal imposto está incluído ou não para não ser surpreendido.

Com exceção de Nassau, que é mais desenvolvida turisticamente falando, o povo nem sempre é bem receptivo ou preparado para o trato com turistas. Geralmente o atendimento é lento, não muito simpático e rola uma má vontade básica.

Prepare os bolsos pois tudo nas Bahamas costuma ser mais caro. As ilhas não produzem nada e importam tudo dos Estados Unidos através de avião ou de navio.

As cervejas locais mais tradicionais são a Kalik e Sands. A primeira tem sabor bem forte e a segunda, além da versão tradicional, tem uma versão com grapefruit que foi a minha preferida! Além dessas, as marcas tradicionais como Budweiser e Heineken, são facilmente encontradas.

Um caso de amor bahamense
Outro detalhe: os mercados não vendem bebidas alcoólicas. Para comprá-las somente nos bares ou em liquor stores. Nesse último caso é preciso ficar atento pois elas fecham cedo, por volta das 18h.

Sobre internet móvel, a operadora das Bahamas é a BTC. Tive sinal durante toda a viagem mas a velocidade da internet deixou a desejar e sempre era bem lenta. Servia pra traçar rotas de GPS, pesquisas rápidas e com muito esforço subir uma foto no Instagram.

Apesar da grande influência americana, até pela curta distância, ouvi muito reggae nas Bahamas (yes, we love Jamaica!). E falando nela, achei os vendedores e os ambulantes bahamenses muito mais chatos e insistentes do que os jamaicanos.

No passado, as Bahamas eram o lugar preferido dos piratas que atacavam na região do Caribe. Como existem muitas ilhas, o país que na época era pouquíssimo ocupado, se tornou o esconderijo ideal. Por isso espere encontrar muita menção a eles, especialmente o Barba Negra, o pirata mais temido e famoso da época.

A comida nas Bahamas é bem parecida com a nossa (e com a jamaicana também). Basicamente frutos do mar, frango ou porco acompanhado de arroz, salada e algum bolinho regional. Uma outra coisa que eles comem bastante é o "conch" que é um molusco que vive dentro de uma grande concha.

Você verá conch por todos os lados
Uma sobremesa tradicional é o Rum Cake, muito vendido nas ruas de Nassau. Eu particularmente, como boa apreciadora de bolos que sou, não achei graça nenhuma. É só um bolo comum embebido em rum, nada demais.

Ah, falando em rum, também vale lembrar que esta é bebida mais tradicional do país.

Para conferir mais fotos dessa trip no Instagram, clique aqui ou procure #reviajajabahamas.

**Data da viagem: março/2018

Leia mais sobre as Bahamas
Dicas de viagem para as Exumas
Passeio de barco por Exumas Cays 
Passeio de barco por Elizabeth Harbour
Nassau 


2 comentários

  1. Ola! amei seu blog!! Mas nao achei nada sobre valores, poderia dizer quanto saiu mais ou menos sua viagem?
    Obrigada!

    Shirley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Shirley,

      Obrigado, fico feliz que tenha gostado do blog. =)

      Realmente aqui no blog não costumo falar quanto custa as minhas viagens pois acredito que esse item é um ponto muito pessoal. Cada pessoa tem um perfil de viajante diferente e prioriza determinadas coisas que de repente pra outra pessoa não faz muito sentido

      Mas se vc quiser orçar uma viagem dessas, no seu perfil, vc pode fazer cotações nos sites de busca passagens aéreas e reserva de hotéis, por exemplo.

      Boa viagem! =)

      Excluir