20/08/2016

Passeio de Barco em Cala Gonone


Meu dia de iate no mediterrâneo.. #sqn

Nesse post vou falar sobre o passeio mais incrível que fiz na Sardenha: um dia de barco pelo Golfo di Orosei.

O Golfo di Orosei é uma cadeia de montanhas ao longo da costa oeste central da Sardenha. O visual das montanhas brancas ao lado do mar por si só já é lindíssimo. Agora acrescente a esse visual um mar incrivelmente azul, com várias tonalidades diferentes e pequenas enseadas paradisíacas.. Acredite, a região é isso mesmo que você verá nas fotos a seguir.

Além das belezas naturais, a região guarda ainda uma outra surpresa. Na Itália, para pilotar barcos pequenos com motor de até 40hp, não é necessário possuir licença marítima. Ou seja, qualquer um, com um mínimo de senso de direção, pode alugar um barco pra pilotar sozinho. Daí a oferta de aluguel desses pequenos botes, em média com 5 metros de comprimento, é enorme em toda a Sardenha. Em Cala Gonone então é o carro-chefe dos passeios.

Como os meus leitores já sabem, eu e o maridão adoramos nos aventurar em nossas trips mundo a fora. Então quando soube dessa possibilidade, alucinei! Além de estar conhecendo um lugar dos sonhos, eu ainda pilotaria um barco sozinha! Mas pra quem não curte uma aventura deste tipo e prefere algo mais conservador, fique tranquilo. Cala Gonone tem opções de passeio pra todo tipo de viajante.

Pra conferir mais fotos da viagem acompanhe no Instagram #reviajasardenha.  

Como chegar

Para fazer o passeio de barco pelo Golfo di Orosei, pode-se usar como base as duas cidades mais próximas: Cala Gonone e Arbatax.

Eu sugiro montar base em Cala Gonone, pois a cidade é uma graça de lugar, super aconchegante, além de ficar mais próxima do Golfo. Já Arbatax é uma cidade um pouquinho maior, com maior estrutura.

Eu me hospedei em Cala Gonone por três noite e por isso vou contar minha experiência com o passeio a partir desta cidade.

Como contratar

Existem diversas operadoras e tipos de embarcações que fazem o passeio a partir de Cala Gonone. Pra contratar é muito fácil, por toda a cidade e, principalmente na marina, há quiosques e lojinhas que oferecem os passeios.

Não vou mencionar valores e horários de saída pois estas informações estão diretamente ligadas com a época do ano em que for visitar a região. Na baixa temporada o preço e a oferta de passeios é menor. Já na alta temporada, é o contrário: preços e quantidade de saídas são bem maiores. Seguem as principais opções de passeios disponíveis:

- Barcos grandes que promovem excursões em grupos maiores, em média 40 pessoas. O preço é o maior atrativo desta opção, o que eu não gosto é a alta concentração de pessoas por metro quadrado. Ainda tem mais uma desvantagem: como o barco é muito grande, ele não ancora em todas praias. As praias menores e mais charmosas, ele faz apenas parada pra foto.

Estilo CVC

Mas o barcão aí da foto tem lá suas vantagens. Em dias de mar agitado esse é o único passeio que consegue sair da marina. Além disso oferece um pouco mais de conforto do que as outras embarcações, como banheiros e áreas cobertas.

- Lanchas de tamanho médio com condutor. Nesse tipo de passeio a embarcação usada é do tipo bote inflável, com até 8 metros de comprimento que cabem em média 10/12 passageiros. Essa opção é parecida com a anterior, só que numa versão mais reduzida de pessoas e com a possibilidade de parada em todas as praias.

Bote família

O preço também é um grande atrativo desta opção de passeio pois o custo é dividido entre os passageiros. Considere que barcos menores balançam bem mais que os grandes, além de ser mais fácil tomar um chuveirada fora de hora.

- Lancha pequena sem condutor. Sim, você faz o seu passeio, no seu horário e para onde quiser. Sem falar na emoção de pilotar um barco naquele visual incrível. As lanchas disponíveis para aluguel são do tipo bote inflável, em média com 5 metros de comprimento e com motor de até 40hp.

Esse passeio é ideal para um casal, no máximo dois, senão o barco fica apertado. Para pesquisar mais informações, em italiano procure por "noleggio gommoni senza patente". Os italianos estão bastante acostumados a pilotar essas pequenas embarcações, então essa é uma das opções mais contratadas na região. Eu, que nunca havia pilotado um barco antes, achei muito tranquilo e não tive qualquer dificuldade em sair pilotando.

Pra mim é, sem dúvida, a melhor opção de passeio.

passeio barco cala gonone
 O meu iate!

- Lancha pequena com condutor (em italiano: gommoni con conduzente). Nessa opção de passeio é utilizado o mesmo bote inflável que mencionei acima, de aproximadamente 5 metros de comprimento e motor de até 40hp.

Por incrível que pareça, essa não é uma opção muito fácil de contratar, pois como a maioria das pessoas pilota o seu barco por conta própria, não tem muitos condutores de aluguel à disposição. Por isso é recomendável reservar esse tipo de passeio com antecedência.

Seguem os contatos das principais agências de passeio de Cala Gonone:

Cielomar
Palmasera Boat Rental
Azurra
Excursioni Cala Gonone
Dolmen

Depois de trocar email com várias agências, acabei contratando meu gommoni com a Dolmen. Eles foram super atenciosos durante a troca de emails e me deram várias dicas sobre o tipo de barco a escolher, além de oferecerem o melhor preço também. Durante a locação tudo correu bem, por isso super recomendo esta agência.

Preparativos para o passeio

A partir daqui as dicas são mais voltadas para o aluguel de gommoni, mas vale a pena ler pois algumas dicas valem para todos os tipos de passeios.

Se tiver janela de tempo, escolha o dia com a melhor previsão do tempo. Isso quer dizer: com sol e sem vento. Durante a primavera e verão o mar costuma ser bem calmo na região mas em dias com vento forte a navegação costuma ser desconfortável. Mas não se preocupe, se o mar estiver agitado ou com qualquer outro risco, as agências nem alugam os barcos.

passeio barco cala gonone
 Parece uma pintura!

Se estiver hospedado em Cala Gonone, no dia anterior dê uma passada na marina pra deixar o passeio meio agilizado. Já saber em qual operadora vai contratar, o que eles oferecem, o que é preciso levar.. tudo isso faz você ganhar um pouco mais de tempo no dia.

O ideal é sair bem cedo para aproveitar o passeio. Geralmente as agências marcam as saídas a partir das 08h com retorno às 17h. Eu particularmente achei muito cedo e programei minha saída para 09:30h. Deu pra aproveitar o dia inteiro e super bem.

Pra alugar o barco, o processo é bem simples. Eles me pediram o passaporte pra preencher um formulário com informações básicas, um caução de 100€ para o caso de acontecer alguma avaria na embarcação e só. Mas isso pode variar de acordo com a agência, tem algumas por exemplo, que retém o passaporte e não cobram caução. Vai depender.

A agência cobra o aluguel do barco + gasolina. O barco é entregue com o tanque cheio e no final do passeio eles completam o tanque novamente, daí cobram apenas a diferença. Só pra ter um base, o valor do aluguel, na baixa temporada, em junho/2016, custava a partir de 80€ e espere gastar em torno de 30€ de combustível.

Recomendo ainda evitar fazer o passeio nos finais de semana pois a região fica muito cheia. Eu fiz numa sexta-feira e foi super tranquilo. Já no sábado, fiquei sabendo que todos os barcos da marina haviam sido alugados! E eu visitei a região no início de junho, imagina na alta temporada..

O que levar


Protetor solar reforçado e chapéu (boné, viseira etc). Alguns barcos possuem toldo e outros não, por isso não vale a pena arriscar.

A agência costuma emprestar um pequeno cooler pra colocar bebidas. Eles dizem que o cooler já vem com gelo, mas na verdade eles usam aquelas bags de gel congelado que não duram nem uma hora debaixo do sol forte. Por isso não vá confiando no "gelo" deles. Passe no mercado Europa (atrás da igreja) que vende embalagens pequenas de gelo, na medida certa pro cooler.

Aproveite também para comprar comes e bebes pra passar o dia.

Casaco leve, tipo quebra-vento. Passeios de barco no fim do dia sempre tendem a bater um ventinho mais frio.

Se tiver uma pequena caixa de som pra conectar um iPod, tá valendo também. Um sonzinho durante o passeio faz toda diferença.

No momento da locação, a agência costuma fornecer um mapa com os principais pontos de parada. Leve este mapa com você, são tantas pequenas praias que é muito fácil confundi-las. E não esqueça de levar o telefone da agência, para acioná-los em caso de emergência.

E começa a partida..

Depois das providências administrativas, é hora de pegar o barco. O funcionário da agência te apresenta as funções básicas do barco como acelerar, dar ré, levantar o motor, como ancorar, parar na praia etc, e te entrega o barco ali na hora mesmo. Sem cerimônia.

passeio barco cala gonone
Nosso barco chegando com o instrutor

Saindo de Cala Gonone o roteiro básico é dar uma esticada até Cala Goloritzè, que é o ponto mais distante e dá uns 40 minutos de navegação em linha reta. Daí em diante é ir margeando a costa no sentido de volta à Cala Gonone e ir parando nas várias praias e inúmeros pontos de azul incrivelmente surreais, conforme mostra o mapa abaixo.


Eu fiz exatamente esse roteiro, só que duas vezes! Kkkk. É que eu estava tão ansiosa pra ver tudo, que dei uma acelerada nas paradas porque tinha uma nuvem grande se aproximando, arriscando nublar o céu, e eu queria muito ver a Cala Luna com sol.

Cheguei em Cala Luna por volta das 14h e depois de curtir um pouco a praia, a tal nuvem foi embora e o sol voltou. Como ainda estava cedo, resolvi voltar até Cala Goloritzé e ver tudo de novo. Foi a melhor coisa que fiz pois pude ver as mesmas praias em horários e tons de azul diferentes. Muito bacana! Gastei o dobro da gasolina, mas valeu cada centavo!

Bem, vamos voltar ao roteiro original (o de pessoas normais, rs..). A primeira parada é em Cala Goloritzè, uma praia espetacular com formações rochosas muito diferentes. Como essa praia é uma reserva natural, não é possível parar o barco na areia, só é permitido ancorar a 300 metros de distância. No local, existe uma boia avisando sobre o limite.

passeio barco cala gonone
Chegando em Goloritzé

Essa praia também é acessada a pé através de uma trilha, com duração média de 2 horas. Quem tiver disposição e tempo, é uma boa pedida. Esteja apenas preparado com o kit sobrevivência (comes e bebes) pois não há qualquer comércio na praia.

passeio barco cala gonone
Vista de outro ângulo
No dia que estive lá ainda pude avistar uma galera fazendo escalada nesse cone de pedra, que se chama Punta Caroddi. Muito doido!

Passeio de Barco em Cala Gonone
Galera na disposição

Depois de curtir um tempo em Cala Golotizè é hora de subir a ancora e seguir a rota. Daí em diante pode ser que eu me confunda nos nomes das praias.. Era tanta praia surreal e eu estava tão eufórica, que perdi a conta do nome de todas (rs). Ato falho, eu sei.. mas foi mais forte que eu! Talvez vendo as fotos vocês me entendam!

Bem, seguindo adiante muitas são as praias e lugares com mar azul inacreditável. Recomendo parar em todos os lugares que tiver vontade! Em algumas praias é permitido ancorar na areia e outras não. Mas isso é fácil saber porque as proibidas possuem boias limitando o acesso dos barcos.

passeio barco cala gonone
Cala Della Sorgenti

passeio barco cala gonone
Cala Gabbiani

passeio barco cala gonone
Ixi, essa eu esqueci o nome.. Mas foca no azul!!

passeio barco cala gonone
Esse é o estilo do passeio!

passeio barco cala gonone
 Cala Mariolu

Como já disse em posts anteriores, a água do mar é gelada sim. Nem vou fantasiar dizendo que não é, porque é. Pelo menos em junho é bastante gelada, tipo praia no Rio. Mas como o calor é forte, dá pra dar um mergulho rápido pra refrescar. Ficar boiando na água é só para os fortes! Kkkk!

Pra não ficar chato e monótono, vou dizer que encontrei uma praia "menos bonita" na região, é essa da foto abaixo, a Cala Sisine. Bem extensa, com areia escura e mar não tão claro nesse trecho.

passeio barco cala gonone
Cala Sisine

Hora de voltarmos à normalidade e continuar com as praias de perder o fôlego. A última parada do circuito é na verdade, um dos maiores motivos de ter escolhido a Sardenha como destino. Quando vi fotos da Cala Luna, pensei: "Tenho que conhecer este lugar". Por isso minha ansiedade era tão grande pra chegar logo nela.

A praia é bem extensa e possui várias cavernas enormes. Porém alguns trechos das cavernas só são acessíveis a pé na maré baixa, senão o jeito é ir atracando em vários pontos diferentes.

passeio barco cala luna
Cala Luna e suas cavernas vistas do mar 

passeio barco cala luna
Mais de perto

Passeio de Barco em Cala Gonone
De dentro da caverna!

passeio barco cala luna
De boa, curtindo Cala Luna

Também dá pra acessar Cala Luna a pé, através de uma trilha bem longa, no mesmo esquema de Cala Goloritzè.

Seguindo adiante na Cala Luna, antes de chegar na Grotte del Bue Marino, tem um trecho que não vi nome no mapa mas que na minha opinião é um dos mais lindos. Não tem praia, apenas algumas cavernas, mas o mar é tão claro que não resisti e ancorei nesse trecho. E por incrível que pareça, não tinha mais ninguém! Essa enorme piscina foi só minha por alguns longos minutos

passeio barco cala gonone
Trecho que eu não sei o nome mas é lindo de qualquer jeito

passeio barco cala gonone
Meu e só meu!

Um outro lugar bacana pra se conhecer são as grutas que a região possui. As mais famosas e abertas para visitação ao público são Grotta del Fico e Grotte del Bue Marino. Eu não cheguei a visitá-las pois estava mais na vibe de curtir praias, mas pra quem quiser curtir algo diferente, fica a dica. Ambas tem a entrada paga.
passeio barco cala gonone
Entrada da Bue Marino

Bem, depois de um dia tão incrível com tudo dando tão certo é chegada a hora de devolver o barco. O esquema é se aproximar da marina e ficar esperando o funcionário da agência entrar no barco e levá-lo até o posto de combustível. Só que todo mundo devolve o barco no mesmo horário, às 17h, então rola uma certa confusão e espera.

passeio barco cala gonone
Estacionamento dos barcos

Por isso, não precisa ser tão pontual na entrega do barco. Pode chegar umas 17:30h pra evitar entrar nessa fila de devolução e com isso ainda ganhar mais um tempinho aproveitando esse paraíso.

Com todo esse relato acho que não preciso nem recomendar né? Estando na Sardenha, o passeio de barco pelo Golfo di Orosei é parada obrigatória!

Pra conferir mais fotos da viagem acompanhe no Instagram #reviajasardenha.  


Mais sobre a viagem à Sardenha

Montando o roteiro para Sardenha
Alghero
Cala Gonone
San Teodoro 
Costa Esmeralda 
Arquipélago La Maddalena 
Passeio de barco em Maddalena 


** Data da viagem: junho/2016




6 comentários:

  1. Olá, adorei suas dicas do passeio de barco, aliás, todos seus posts da Sardenha estão sendo de muitíssima ajuda! Uma dúvida que fiquei: quando vc ancora o barco no mar, sem ser na praia, é tranquilo descer dele pra nadar no mar? Digo, as pessoas conseguem pular no mar, nadar, curtir ali sem o risco do barco ir embora? Eu não conhecia essa possibilidade de alugar o barco e vc mesmo guiá-lo, tô aqui toda cheia das dúvidas mil e já quero esse passeio no meu roteiro! Muito obrigada! Leonela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leonela,

      Fico feliz em saber que minhas dicas estão sendo úteis pra vc montar sua viagem a este paraíso. =)

      Quando eu soube que eu poderia alugar meu próprio barco, fiquei doida! Rs! E cheia de dúvidas tb! Por isso, fique à vontade para perguntar.

      Então, quando vc ancora no mar, geralmente é próximo da praia, então o mar não é tão fundo. Tem que jogar a âncora, deixar a corda com pouca folga e esperar alguns minutos pra ver se o barco sai do lugar. Se sentir que ele está preso pode mergulhar sem medo de ser feliz!

      Mas às vezes, mesmo depois de prender bem, não sei porque a âncora se solta e daí lentamente vc percebe o barco sair do lugar. É bom sempre marcar umas referências visuais pra ter essa noção (a distância de outro barco, de uma pedra etc). Mas é tranquilo.. não vai acontecer do barco ir embora e vc ficar tipo náufraga! Kkkkk

      Eu nunca havia pilotado um barco antes e deu tudo certo! E o funcionário da agência presta todas as informações antes de entregar o barco.

      Se ainda ficar alguma dúvida, pergunte!

      Bjos e boa viagem!

      =)

      Excluir
    2. Poxa, que máximo, adorei saber, com certeza já quero esse passeio no meu roteiro e sim, seus posts estão ajudando demais!

      Tô planejando minha viagem pra final de Agosto/meados de Setembro de 2017 (serão 23 dias de Itália, sendo que a Sardenha é uma parte considerável da viagem). Tô achando muito difícil montar o trecho Costa Amalfi, Capri e Sardenha. Sinto que subestimei a logística, em especial a Sardenha. Tô me descabelando aqui, quanto mais eu leio, mais difícil acho conciliar melhor local pra montar base, o que visitar, como dividir os dias.

      Terei 6 dias úteis, inteiros, dedicados apenas à Sardenha (sem contar chegada e sem contar o dia de ir embora). Fato é que eu também vou focar na parte norte da ilha, mas tô achando muito perrengue sair montando base em cidades diferentes, uma vez que nosso tempo é exíguo - sem contar isso de faz check-in/check-out, pega estrada, mais check-in/check-out. Tô tentando viabilizar base num lugar só, meio q mais central pra facilitar os deslocamentos.

      Reservei um hotel na Baja Sardinia e a ideia é tirar 1 dia pra La Pelosa, 2 dias pra Maddalena e Caprera (vc acha que consigo aproveitar bem?), 1 dia Cala Luna (graças a seu post), e deixar os outros 2 dias meio que livres pra voltar e explorar mais o que eu julgar que vale a pena. O que vc acha? Será que os deslocamentos ficam muito inviáveis estando com base fixa?

      Outra coisa, meeeeedo de pegar as coisas ainda muito cheias e lotadas por ser ainda inicio de Setembro, mas disso acho que não adianta chorar muito, né?

      O que mais vc puder me dar de dica, serão todas absolutamente bem-vindas! Parabéns pelo blog, tá salvando vidas, hahaha!

      Excluir
    3. Oi Leonela,

      Montar um roteiro pra Sardenha já não é tarefa fácil. Combinando com outros destinos deve ser de enlouquecer mesmo! Rs.. Mas vc tem bastante tempo ainda pra decidir tudo, isso é bom.

      Boa opção em focar no norte da ilha! É onde ficam os lugares mais tops mesmo. O tempo é curto, mas dá pra conhecer bastante coisa bacana.. Dois dias pra Maddalena é suficiente, dá pra aproveitar tranquilamente.

      Agora pra fazer esses longos deslocamentos, sugiro que trace as rotas no Google Maps antes, pra vc ter real noção da distância.. Inviável não é, fica só um pouco cansativo.. De Baja Sardinia a La Pelosa, por exemplo, deve dar umas 2:30h ou seja, 5h de deslocamento em um dia. Se vc tiver disposição, ótimo! Se quiser algo menos corrido, avalie.. Vale tb intercalar esses dias de longos deslocamentos pra não ficar muito cansativo. Um dia longe, outro perto e por aí vai..

      Para Cala Gonone eu sugiro que chegue bem cedo pra poder dar tempo de desenrolar o barco e aproveitar bem o dia. De Baja Sardinia até lá são 2h.. Inviável não é, mas encarar 2h de carro depois de um dia de praia e sol tem que ter disposição!

      Se vc for das minhas (que eu tô achando que é) acho que encara o desafio! Rs =)

      Talvez vc não pegue tão lotado porque vc vai no início de setembro.. Acho que o auge mesmo é agosto. Mas enfim, se não tem outro jeito, resta encarar né.. Melhor praia cheia na Sardenha do que em Ipanema! Kkkk

      Se surgir mais alguma dúvida, tô aí pra ajudar no que for preciso!

      =)

      Excluir
  2. Muito bom seu blog! Vc sabe escrever e passar a idéia exata. Uma pergunta, as praias sao de areia ou de pedra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Taylor,

      Que bom que vc gostou, fico muito feliz! =)

      Então, no Golfo di Orosei as praias são na maioria de areia!

      Excluir