09/07/2016

Dicas de viagem para Alghero


Alghero

Alghero é uma pequena cidade na costa oeste da Sardenha, com ares de cidade medieval. Sua origem é catalã e pela proximidade com a costa espanhola, ainda sofre forte influência de seus hermanos, tendo inclusive um dialeto catalão como língua oficial.

Foi lá que montei a minha primeira base para conhecer a Sardenha. A facilidade de possuir um aeroporto e a proximidade com algumas das atrações que queria conhecer, foi fator determinante para que eu escolhesse a cidade

De fato, Alghero é uma cidade bacaninha. Com um clima gostoso, pessoas simpáticas e prestativas, passei dias super agradáveis por lá. Já sabia que lá não seria o destino das praias mais tops da ilha mas sou daquelas que precisam de mais de um estímulo visual durante a viagem.. Se eu ficasse os 12 dias da viagem só vendo praias perfeitas de azul mediterrâneo surreal, certamente no final ficaria entediada. Em Alghero, além de parias bonitas, existem outras opções de passeio interessantes.

A minha viagem

Pra conferir fotos da viagem acompanhe no Instagram #reviajasardenha.  

Em Alghero estavam programados 3 dias. O dia da chegada, que estava prevista para acontecer até às 17h, seria um dia de missões (pegar carro, fazer check in no hotel etc) e os outros dois dias seriam livres. No quarto dia eu partiria cedo em direção à próxima cidade.

Minha ideia principal em montar base em Alghero era a proximidade com a praia La Pelosa, que é uma das praias mais tops da ilha e fica em Stintino, a 40 minutos de carro. Com isso utilizaria um dia pra conhecer essa praia e o outro dia ficaria livre para conhecer outras atrações da região.


My trip map

Só que nem tudo são flores na vida de um viajante.. Minha chegada em Alghero foi sofrida! Meu voo de saída de Amsterdam atrasou muito por causa de uma forte neblina, com isso perdi a conexão em Roma, que saía às 16:15h. Quando finalmente consegui chegar em Roma, o próximo voo para Alghero saía só às 21h. Resultado: passei o dia inteiro sentada em banco de aeroporto! 

No final das contas até que foi um super adianto ter escolhido Alghero como a primeira cidade-base, pois com essa história de perder a conexão, saí do aeroporto de Alghero às 23h. Eu estava exausta e ainda bem que o hotel ficava a 10 minutos de carro.. Imagina se ainda tivesse que dirigir horas até alguma outra cidade? Morria..

No dia seguinte da chegada, que estava programado pra ir direto à La Pelosa, eu acordei tão cansada das missões do dia anterior, que saí de casa tarde e deixei pra ir a tal praia famosa no dia seguinte. E daí vem o segundo imprevisto na viagem: a chuva! O terceiro dia amanheceu super fechado e até choveu! Juro, me deu até uma bad trip, achando que estava dando tudo errado na viagem (quem nunca?). Nossa, como me arrependi da preguiça do dia anterior. Mas a vida é assim.. feita de erros e acertos!

Como chegar

Alghero possui um aeroporto pequeno, mas que recebe voos de várias cidades europeias. Como disse acima, eu saí de Amsterdam e fiz conexão em Roma pela Alitalia.


Aeroportos

O aeroporto fica bem próximo da cidade, então pra quem vai se hospedar por lá mesmo, o deslocamento aeroporto-hotel é bem simples (táxi, transfer, carro alugado etc).

Pra quem está de carro pelo continente é possível chegar até a ilha de ferry. O porto mais próximo de Alghero fica na cidade de Porto Torres, a uma hora de carro. As empresas que operam nesse porto são a Grimaldi Lines, Snav, Corsica Feries e a GNV.

Quando ir

A Sardenha possui invernos amenos (mas ainda assim frios para o nosso padrão) e verões super quentes.

Acredito que o maior interesse em ir para a Sardenha seja pra curtir as praias, logo o ideal é visitar a ilha nos meses de temperaturas mais altas, entre junho e setembro. Há quem aproveite o início e o fim do calor nos meses de maio e outubro.

Eu fui no mês de junho e peguei apenas um dia nublado. De resto muito sol e calor! À noite, a temperatura caía um pouco e rolava até de colocar um casaquinho leve.

Hospedagem

Nessa minha trip pela Sardenha optei por alugar apartamentos com cozinha compacta. Este é um tipo de hospedagem muito comum na região, tanto que no próprio Booking encontrei diversas opções.

Eu tinha basicamente duas regiões para escolher: próximo ao centro antigo de Alghero ou um pouquinho mais afastado do centro, numa região conhecida como La Pietraia. Confesso que a palavra "centro" nas minhas férias causa um certo pânico, por isso não estava muito simpática à essa região. A segunda opção me pareceu boa, pois nem era tão afastada do centro assim (uns 15 minutos de caminhada resolviam a situação) e o bairro era bem simpático pois tinha vários restaurantes, barzinhos etc. 

Estando lá, gostei muito da minha escolha. O bairro é basicamente turístico mesmo: vários hotéis, condomínios com apartamentos para alugar, restaurantes, bares, sorveterias, calçadão na beira da praia pra passear, ou seja, só lazer! Já o centro não era tão ruim quanto eu tinha pensado e é também uma boa opção de hospedagem. Tem lá o seu charme..

O apartamento que escolhi fica no condomínio Residence Picalè. O condomínio é super bem localizado, na rua da praia e com comércio próximo. Conta com uma boa estrutura com piscina, quadra de esportes, sala de jogos e recepção 24h que fala inglês (um luxo por essas bandas!). O apartamento em si é bem simples, com alguns prós e contras. Estava limpo e tinha um chuveiro ótimo. Não tinha vaga de garagem mas isso nem chegou a ser problema pois era bem fácil conseguir vaga na rua.

Não gostei de alguns pontos. Não tinha ventilador e o ar condicionado era pago à parte (45€/semana ou 10€/dia) e no início de junho já fazia certo calor. A cozinha deixou um pouco a desejar pois não possuía forno nem microondas e tinha poucos utensílios à disposição. O wifi funcionou bem durante a noite e de dia a conexão era bem fraquinha. Mas no geral a avaliação do apê foi boa, recomendo.

Pra reservar o mesmo hotel, clique aqui.

Para pesquisar outras opções de hospedagem em Alghero, clique aqui. Mas lembre-se sempre de ficar atento às avaliações.😉

Um outro probleminha que encontrei, e aí não é culpa do hotel, foram os mosquitos! Muitos.. A primeira noite foi sofrida. No dia seguinte tive que correr ao mercado pra comprar algo que matasse os mosquitos. Daí em diante foi tranquilo.

Transporte

A melhor maneira pra conhecer a região é de carro, sem dúvida. Acredito que possa até existir alguma opção de transporte público, mas rodando por lá não cruzei com nenhum.

É possível alugar um carro no aeroporto ou mesmo na cidade, há bastante opção. Recomendo reservar com antecedência, principalmente pra quem vai visitar a ilha nos meses de julho e agosto. Pra rodar pela região, um GPS é indispensável, eu utilizei o Waze no celular e deu super certo.

Pra estacionar achei bem tranquilo, apenas no centro de Alghero tive dificuldade pra achar vaga. Aliás, lá o esquema de vagas é o seguinte: pintadas de branco ou amarelo são gratuitas. Pintadas de azul são pagas por hora, procure o parquímetro mais próximo, pague e coloque o recibo à vista no painel do carro. O pagamento pode ser feito em moedas ou cartão. Depende da "tecnologia" da máquina.

Mas lembrem-se de um detalhe: visitei a ilha em junho, ainda na baixa temporada. Na alta temporada a coisa toda pode mudar..

Pra quem vai sem carro ou não sabe dirigir, vi ônibus de turismo em alguns lugares. Talvez existam agências locais que promovam passeios pela região. 

A cidade

A cidade de Alghero é um mix do passado com os tempos atuais. Suas construções antigas mostram um pouco da história da ilha e sua influência dos mais diversos povos que a invadiram ao longo dos anos. O centrinho antigo é cheio de vielas estreitas, com diversos bares, restaurantes e lojinhas. Uma maravilha pra se perder!

dicas viagem alghero sardenha sardinia
Artesanato na frente da igreja

Mas também há em Alghero a parte mais moderna, com construções novas, bons hotéis, uma marina cheia de iates top de linha. Enfim, gostei de Alghero justamente por causa desta mistura. A cidade sabe manter o seu charme!

Mas o meu maior interesse na região de Alghero era conhecer a tão falada praia de La Pelosa. Pelo que havia pesquisado, não tinha achado as outras praias da região tão interessantes (naquele padrão mediterrâneo de ser..). Mas encontrei outras coisas interessantes pra conhecer, como a rota panorâmica entre Alghero e Bosa, a região de Capo Caccia e outras praias na região.

Praias de Alghero

Não sei qual é a origem da palavra "Alghero", mas a minha piada interna era o sentido literal: algueiro = cheio de algas! Kkkk.. Não sei se dei azar ou se é assim mesmo, mas as praias da região estavam tomadas por algas, com isso a água não ficava com o tom de azul mediterrâneo que eu estava buscando. Além disso, a areia é um pouco escura, então as praias não causaram aquele encantamento.

São elas: Maria Pia, Bombarde, Lazzareto, Mugoni.

Rota Panorâmica até Bosa

No primeiro dia livre que tinha em Alghero, estava super cansada de ter passado o dia anterior em aeroportos, missões e estresses. Confesso que bateu uma certa preguiça e acabei saindo de "casa" um pouco mais tarde. Com isso, achei melhor deixar La Pelosa pro dia seguinte e peguei a estrada rumo à Bosa.

O dia estava lindo com sol e céu limpo. A estrada é linda mesmo, coisa de filme! O desenho da estrada e os visuais me lembraram muito a Pacific Coast na Califórnia, só que numa proporção menor de "uaus" já que a estrada possui apenas 46 km.

dicas viagem alghero sardenha sardinia
Tem ponte com prainha embaixo e mar azul

dicas viagem alghero sardenha sardinia
Curvas e penhascos com lindos visuais

dicas viagem alghero sardenha sardinia
 Tem até fog! É quase uma Pacific Coast..

Durante o percurso, muitos mirantes mas poucas praias. O que o pessoal curte por lá é encontrar umas entocas e se esconder por entre as pedras, curtindo assim um cantinho sossegado e particular no mediterrâneo.

estrada alghero bosa
Cantinhos escondidos

Encontrei com muitas motos fazendo esse percurso. Realmente a estrada é um prato cheio pra quem curte (visual + curvas). Mas só tinha moto espetacular, daquelas BMWs enormes, vindas de todos os cantos da Europa pra passear pela estrada.

Sem contar os mirantes, fiz três paradas em todo percurso. A primeira numa prainha escondida chamada Compiltu. Pra chegar até ela é preciso deixar o carro no estacionamento da estrada e fazer uma pequena trilha, de uns 15 minutos. Não deixe nada de valor à mostra dentro do carro, vi muitos cacos de vidro no chão do estacionamento, sinal de que tem "rato" na área.

estrada alghero bosa
Compiltu escondidinha lá embaixo..

Pelas fotos que vi na internet antes de ir, ela parecia mais bonitinha, mas quando cheguei lá o mar estava com um pouco de alga, então ela não estava tão interessante como deve ser de verdade. Mas ainda assim, fiquei por ali curtindo um pouco do meu primeiro contato com o mediterrâneo.

A segunda parada foi na marina de Bosa, por que eu cismei de ir numa tal piscina natural que tinha visto no Google Maps chamada Cane Malu. Depois de algumas tentativas frustradas, não encontrei nada e resolvi desistir. Nem cheguei a entrar em Bosa, a vi de longe e voltei para a estrada pra continuar o passeio.

estrada alghero bosa
Bosa e seu castelo vistos de longe

Comecei então o percurso de volta, que é exatamente o mesmo da ida. Aproveitei pra parar em alguns lugares que tinha achado bacana na ida, mas que quando se está dirigindo numa estrada nem sempre é possível fazer uma parada repentina porque vem carro atrás e a gente não quer causar nenhum acidente, né?

Um desses lugares foi a simpática praia de Poglina. A praia é extensa e com mar cristalino. O estacionamento é amplo e gratuito e possui um restaurante na beira, mas no dia que eu fui estava fechado.

estrada alghero bosa
Poglina
 
Na hora que cheguei lá, a posição do sol não dava aquele efeito no mar de azul do mediterrâneo, mas as águas claras deixavam o visual bem interessante.

La Pelosa

Essa foi uma das maiores expectativas e a maior decepção da minha viagem à Sardenha. Calma, a praia é exatamente linda como eu havia visto nas fotos. O problema é que no dia que eu fui pra lá o tempo fechou geral! Nossa, foi muito triste!

Mas vida de viajante é assim mesmo. Tem que contar com o fator sorte e nem sempre ele vem..

De Alghero até lá são 40 minutos de carro. E eu confesso que fui até lá torcendo pra que o tempo estivesse melhor naquela região da ilha (a esperança é a última que morre!).

la pelosa sardenha
La Pelosa.. com chuva!

O estacionamento na rua da praia é pago e o valor varia de 1,50€ a 2€ por hora, depende da época do ano. Mas o Waze me mandou pra uma rua que fica logo acima da rua da praia e encontrei um estacionamento gratuito. Notei também que ao longo dessa rua as vagas eram pintadas de branco, ou seja, gratuitas.

A praia não é muito extensa, acredito que com sol deve ficar bem cheia, já que é uma das mais populares da ilha, mas rolam várias entocas, procure uma pra chamar de sua! Possui alguns quiosques, então o kit sobrevivência (comes e bebes) é dispensável.

la pelosa sardenha
Xô nuvens!

A praia, mesmo com o tempo fechado, mostrava-se incrível.. O mar, mesmo com o céu cinza, tinha várias tonalidades de azul e isso só fez aumentar meu momento depressão! Essa praia com sol deve ser a coisa mais linda mundo!

la pelosa sardenha
Lindo mesmo nublado..

Bem, nem sempre a viagem é feita de vitórias né.. E depois de alguns minutos ali torcendo e ainda com esperanças do sol aparecer o tempo se virou contra nós com vontade.. Começou a ventar forte, frio e depois a chuviscar! Fui expulsa da praia.. Ok, ok! Contra as forças da natureza não adianta lutar..

Com tempo fechado num destino de praia não há muito o que se fazer né.. Fui então dar uma volta e conhecer outros lugares da região.

Argentiera

Essa é uma praia que fica a 40 km de Alghero. O que me chamou a atenção nela não foi nem a praia em si, que nem é bonita pois a areia é bem escura. O interessante aqui é que na beira da praia há uma mina de prata desativada e abandonada!

argentiera sardenha sardinia
Muito louco!

O visual das construções antigas, com aquele ar de cidade fantasma, junto à praia rende boas risadas e muita gente vai até lá conferir o visual curioso. Boa parte da mina ainda está caindo aos pedaços mas uma parte já foi reformada e possui até um pequeno restaurante para atender os turistas mais aventureiros que chegam por ali.

argentiera sardenha sardinia
Me senti numa cidade fantasma!

Capo Caccia

Um região lindíssima que fica próxima de Alghero. Possui algumas pequenas enseadas e é lá também que fica a famosa Grotta di Nettuno.

capo caccia sardenha
Capo Caccia

Mas nesse dia eu estava tão na bad que não queria saber de gruta nenhuma! Só queria saber do sol, não tirava os olhos do horizonte pra ver se aparecia uma frestinha.. Kkkkk, quem nunca gente?!

Mas falando sério, para acessar a gruta é preciso descer uma escadaria sem fim e eu realmente não estava no clima nesse dia por isso nem fui. Mas pra quem estiver afim de gastar as calorias das pastas dos últimos dias é uma ótima pedida. O ingresso custa 13€.

grotta di netuno sardenha
Haja disposição! 

Também dá pra acessar a gruta através de barcos que saem de Alghero ou da Cala Dragunara, uma prainha que fica bem próxima da gruta. Aí é o preço do barco + o ingresso da gruta.

Sem sol, a única coisa que pude fazer foi curtir o visual e imaginar como seria tudo mais lindo com sol.

capo caccia sardenha
Cadê você sol?!

Gostei de ter visitado Alghero mas é claro que o tempo nublado e as algas da região afetaram um pouco a expectativa que eu tinha sobre a região.

Eu já sabia que não seria lá que veria o nível top de Sardenha que eu esperava. Mas visitar Alghero foi bom pra dar uma "quebrada" na mesmice. Afinal de contas, até curtir praia paradisíaca todo dia enjoa!

Dicas Gerais

Esteja preparado para encontrar mosquitos, tenha em mãos repelente, remédio de parede e o que mais você costumar usar. Achei que nem existia mosquito na Europa (brincadeira, kkkk!). Mas em Alghero eles existem e são famintos!

Alghero é uma cidade um pouco mais desenvolvida que os pequenos vilarejos da ilha. Por isso, oferece algumas facilidades como uma boa oferta de comércio (lojas, mercados, restaurantes, locadoras etc).

Pra conferir fotos da viagem acompanhe no Instagram #reviajasardenha.  

Mais sobre a viagem à Sardenha

Montando o roteiro para Sardenha
Cala Gonone 
Passeio de barco em Cala Gonone
San Teodoro 
Costa Esmeralda 
Arquipélago La Maddalena 
Passeio de barco em Maddalena 


** Data da viagem: junho/2016




0 comentários:

Postar um comentário