in

Deserto do Atacama: vale a pena contratar agência?

- - Nenhum comentário
Passeio em grupo ou sozinho?
Ao escolher o Deserto do Atacama como o seu próximo destino, certamente uma dúvida irá rondar o seu planejamento: devo fazer os passeios por conta própria ou contratar uma agência local?

Você vai ler em algum lugar que os passeios só podem ser feitos com agências especializadas pois o fator altitude é perigoso e se você passar mal a agência conta uma estrutura adequada como cilindros de oxigênio, telefone satelital e por aí vai.

Com certeza, a altitude é um fator que merece atenção.. mas também não é assim "se você sair sozinho vai passar mal e morrer", senão eu nem recomendaria esse destino de viagem! Todo mundo vai sentir o mal de altitude? Não necessariamente, isso vai depender de cada organismo Eu mesma estive lá por 6 dias e não senti qualquer sintoma, nem nos dias que fiz os passeios de maior altitude (4700m). Também não vi ninguém do meu grupo passar mal.

Pra passar dias seguros e confortáveis no Atacama vale seguir algumas orientações: fazer uma aclimatação nos primeiros dias com passeios leves, deixando os mais altos mais para o fim da viagem e em altitudes elevadas fazer caminhadas leves de até no máximo 30 minutos.

Achar que vai se perder no deserto, também não é uma boa desculpa. A maioria dos pontos turísticos é de fácil acesso e bem sinalizados. As estradas são asfaltadas ou de uma espécie de cascalho e são facilmente percorridas por um carro comum (nem precisa ser 4x4). Traçar uma rota no GPS antes de sair do hotel e estar com um chip de celular local, faz qualquer um chegar em qualquer lugar.

Estradas perigosas do Atacama
Em TODOS os passeios que fiz, vi que várias pessoas chegavam no seu carro próprio e que dava perfeitamente pra fazer o mesmo, sem complicações. No final fiquei com a sensação de que gringos nutella como eu, fazem passeios com agências e chilenos raiz fazem os passeios por conta própria.  Acontece né? 😒

As principais atrações do Atacama

Vantagens e desvantagens


Pra você chegar à conclusão de qual opção funciona melhor no seu perfil de viagem, é sempre bom colocar na balança e avaliar os prós e contras. Nem sempre o que funciona pra uma pessoa é o que tem a ver com você.

A vantagem de fazer passeios por conta própria são: a liberdade de fazer o seu horário, de parar num lugar que você tenha gostado pra curtir ou tirar uma foto, ficar mais tempo onde você mais gostou, ir embora logo de onde você não curtiu, fugir dos horários mais cheios, curtir o silêncio do deserto entre outros.

Só consigo pensar eu dirigindo e o Artic Monkeys no último volume!
As desvantagens: em alguns momentos as informações técnicas passadas por um guia local faz falta e em casos de imprevistos, a solução é por sua conta.

Fazer os passeios com agência também é legal pois tem todo aquele conforto de você não ter que se preocupar com muita coisa, só em estar pronto no horário marcado! Além dessa vantagem, há outras como em caso de algum imprevisto a agência reorganiza o roteiro pra você e as informações passadas pelo guia.

Quanto ao fator econômico, se você viaja em grupo com certeza sai mais barato alugar um carro. Se viaja em dupla, vale a pena fazer conta e avaliar os custos. Se viaja sozinho, alugar um carro sai mais caro.

Como eu viajei sozinha, acabei fazendo meus passeios com agência e gostei até, mas confesso que o tempo todo me imaginava dirigindo um carro por aqueles visuais incríveis e parando onde quisesse, curtindo tudo no meu tempo. Isso porque meu estilo de viagem normalmente é independente, na verdade foi a primeira vez na vida que contratei uma agência e fiz passeios em grupo.

Se algum dia rolar a oportunidade de voltar ao Atacama acompanhada, não pensaria duas vezes: faria tudo por conta própria!

Como escolher e contratar uma agência no Atacama


Se você está no grupo dos que vão fazer os passeios com agência, saiba que contratar uma é tarefa que merece um pouco de atenção pois você estará confiando o sucesso da sua viagem na mão de outras pessoas.

Em San Pedro de Atacama é possível encontrar dezenas de agências, sem exagero! E você vai estranhar a diferença de preços praticadas por elas: um mesmo passeio pode custar CLP 10.000 em uma e CLP 50.000 na agências mais tops. E porque a diferença de preços é tão grande se o lugar a ser visitado por todos é o mesmo?

Quando o assunto é preço de passeio, tem de tudo!
O que vai diferenciar uma agência da outra é o serviço oferecido. Empresas que cobram menos geralmente tem grupos maiores, o carro pode não estar nos seus melhores dias, a comida oferecida nos passeios pode não ter a qualidade desejada e outros imprevistos podem acontecer, como por exemplo o mais comum deles que é a troca de agência de última hora. Ou seja, você compra o passeio com determinada agência e se ela não fechar o número mínimo de pessoas, te realoca pra outra agência pra fechar o grupo.

Fechar os passeios com uma agência mais barata, não quer dizer que é ruim ou que vai dar tudo errado. Significa medir bem a expectativa e estar preparado para situações que podem não te agradar tanto.

As mais caras oferecem serviços diferenciados e estão mais focadas em proporcionar ao turista experiências mais exclusivas, como grupos menores com no máximo 10 pessoas, carros novos e limpos, refeições caprichadas, guias mais preparados que além de atenciosos tiram ótimas fotos e visita às atrações em horários alternativos pra fugir das multidões.

Quando nós chegamos no Valle de La Luna só tinham 2 grupos da mesma agência. O lugar era só nosso!
Quando estávamos indo embora não parava de chegar gente! 😳 
Nessa pegada mais diferenciada, as mais conhecidas entre os brasileiros são a Ayllu, Flavia Bia Expediciones e a Araya. Todas oferecem atendimento em português.

A agência que eu escolhi


Por estar viajando sozinha não cogitei a possibilidade de fazer os passeios por conta própria e corri atrás de pesquisar uma agência que me oferecesse um bom serviço. Já que eu não ia fazer meu roteiro, que pelo menos eu pudesse ter a certeza de vivenciar boas experiências no Atacama.

Solicitei cotação para as três agências mais conhecidas. A Ayllu e a Flavia Bia eu descartei de cara pois estavam totalmente fora da minha realidade financeira. A Araya veio com uma proposta muito mais justa. Li com muita atenção as avaliações do Tripadvisor e pedi dicas à uma amiga que havia contratado eles um pouco antes. Como eu não fazia questão de usar roupão no deserto, não tive dúvida e fechei o pacote com eles.

O atendimento da Araya foi nota 10 antes e durante a viagem. Eu optei por pagar o pacote antes de chegar lá, parcelado no cartão, e deu tudo certo (tem gente que fica com receio de pagar antes com medo da agência não honrar). Chegando em San Pedro precisei ir na agência só pra assinar um termo de responsabilidade e olha que legal, acabei ganhando um chip de celular, que foi o que eu usei durante a viagem.

Nos passeios eles foram sempre pontuais, os guias além de simpáticos e bem informados, estavam sempre preocupados com o bem-estar do grupo (além de tirar as melhores fotos da viagem), os carros estavam em ótimas condições, havia sempre a preocupação de chegarmos antes nos lugares pra evitar o horário das outras agências e a comida estava sempre excelente. Ah e só pra constar, tem um passeio da Araya que rola o roupão. 😆

E o que dizer dos guias fotógrafos? 😍
Mesmo sabendo que na Caracoles eu encontraria valores menores, fiquei muito satisfeita por ter a certeza de ter feito um bom investimento. A Araya entregou um serviço redondo e todos os passeios foram ótimos.

A minha recomendação final é, se você tem espírito aventureiro e um perfil de viajante mais independente, faça os passeios por conta própria no Atacama sem medo de ser feliz! Logisticamente falando é super viável, além de todas as vantagens de fazer a viagem do seu jeito e no seu tempo. Agora, se você é daqueles que preferem a comodidade e não se importam de dividir o espaço e tempo com outras pessoas, escolha bem a sua agência.

O importante é saber que nas duas opções, o Atacama continua sendo maravilhoso! 😍

*Data da viagem: outubro/2019

Outras informações sobre o Atacama
Dicas de viagem para o Deserto do Atacama
Passeios no Atacama
O que levar para o Atacama



Nenhum comentário

Postar um comentário