in

Como é voar com a Malindo Air

- - Nenhum comentário
Malasia style
Lá vou eu me meter nessas companhias aéreas que eu nunca havia ouvido falar na vida! E dessa vez a escolhida foi a Malindo Air, que tem como base o aeroporto de Kuala Lumpur na Malásia e opera voos regionais entre países como Tailândia, Indonésia, Singapura, China, Austrália entre outros.

A Malindo surgiu como uma opção para me deslocar entre Bali e Kuala Lumpur, onde eu pegaria um outro voo para as Maldivas. A operação era meio arriscada: dois voos com companhias aéreas diferentes e passagens compradas independentes, ou seja, se algo desse errado na conexão, a conta e risco era somente minha.

Pra fazer a coisa dar certo, optei por uma conexão de 4h. Assim, podia contar com o imprevisto de algum possível atraso da Malindo e ainda assim fazer todos os trâmites necessários para pegar o outro voo (imigração, retirar bagagem, trocar de terminal etc). 

O bom é que deu tudo certo no final e eu venho aqui pra contar a minha experiência com mais essa companhia aérea.

Compra da Passagem


A Malindo é uma companhia de serviço completo com bagagem e refeições incluídas. Mas na hora de comprar a passagem é sempre bom observar os valores e condições das tarifas. 

No meu caso, adquiri as passagens utilizando pontos de um programa de fidelidade corporativo. Então a parte da compra em si, eu não tenho como avaliar. Meu contato com o sistema da Malindo começou após a confirmação do resgate, quando entrei no site para confirmar o bilhete emitido.

Cheguei a conseguir localizar a passagem mas não consegui alterar nenhuma informação. Isso pode ser também por causa da tarifa escolhida. Mas enfim, sabendo que estava no voo, deixei pra lá e relaxei!


A tarifa que eu comprei dava direito a uma bagagem despachada de 25kg. O que era a minha maior preocupação, pois eu tinha mala pra despachar e não queria morrer numa grana na hora do embarque.

Eu queria ter marcado assentos também, mas por causa dessa minha compra pelo programa de pontos, tinha alguma restrição que eu não conseguia acessar nenhum serviço oferecido por eles. Por um aplicativo de acompanhamento de voo, eu descobri que eu estava na fileira 6. Não sei como aconteceu mas achei bom.

Check-in


Como eu tinha mala pra despachar, deixei pra fazer o checkin no aeroporto mesmo. O atendimento foi muito organizado e eficiente e depois de checar os passaportes e o peso da bagagem, recebi os tickets de embarque.

Tudo simples e organizado.

O voo 


O voo saiu na hora marcada, sem atrasos. As comissárias não eram exatamente Misses Simpatia, mas dava pro gasto.

O espaço entre as poltronas até que era normal. Fiquei morrendo de medo de ser aquele apertamento das companhias low cost, mas até que foi bem tranquilo.

O que pegou muito mal foi a comida servida nesse voo. Primeiro foi engraçado porque sem a gente pedir a comissária já foi botando um copo d'água na mesinha. Achei estranho mas tudo bem, costumes diferentes, sei lá né. Mas quando veio a comida, tudo fez sentido.. Gente a comida era pimenta pura! Juro, feita na cozinha do capeta! 😂

Achei totalmente sem noção num voo internacional servirem uma comida assim. Se a galera de lá come comida apimentada num nível hard, ok. Mas servir isso para passageiros de várias nacionalidades? Desnecessário! Conclusão: vi várias pessoas devolvendo a comida com o prato cheio.

Conclusão


Achei a Malindo Air uma boa companhia aérea. O serviço é satisfatório e o espaço entre as poltronas é normal. Voaria com eles novamente sem problemas.

Minha dica pra voar com a Malindo seria apenas pra você levar o seu lanche de casa. 😁😁

Nenhum comentário

Postar um comentário