06/08/2017

Como é viajar para a Ásia com a KLM



Em mais um post de avaliação de companhia aérea, venho contar minha experiência de viajar para a Ásia com a KLM, mais especificamente para Bangkok, Tailândia.

Ir para a Ásia pela Europa não costuma ser uma rota muito usada pelos brasileiros, que normalmente vão pelas companhias árabes como Emirates ou Qatar Airways. De fato, ir para a Ásia, pela Ásia é o mais lógico mesmo! Mas eu sempre tenho que fazer diferente né? Explico..

Minha intenção era fazer com que a viagem para a Tailândia não fosse tão cansativa, afinal são mais de 20h só de voo. Então decidi que faria um stopover, tanto na ida quanto na volta. Só que eu só tinha 17 dias de viagem (eu e minhas encrencas!) e não poderia demorar muito nessa escala, senão ia perder tempo precioso de Tailândia. 

Então eu pensei logo em Amsterdam e KLM! Primeiro porque a cidade se encaixava perfeitamente na minha proposta de ser uma parada rápida, já que eu conheço bem o destino. E depois porque adoro viajar com a KLM! Ô empresinha boa de se voar! 😊

E assim lá fui encarar 11h de voo até Amsterdam e mais 11h de voo até Bangkok. Sempre com uma parada estratégica no meio!

Compra das passagens

A compra foi muito tranquila. O site da KLM é de simples navegação e todas as informações são bem claras. Como eu queria fazer um stopover em Amsterdam, escolhi a opção "múltiplos destinos", inseri os dados e deu tudo certo, sem nenhum acréscimo ao valor final da passagem.

Logo após o pagamento é enviado um email de confirmação. A marcação de assentos gratuita só é disponibilizada 30 horas antes do voo, mas pra quem quiser, fica disponível a marcação antecipada com o pagamento de uma taxa de R$60,00.

Check in

Eu acabei optando por deixar pra fazer o check in gratuito (mão-de-vaca). Coloquei até alarme no celular pra não perder a hora! rs.. Mas nem precisou porque o próprio sistema da KLM manda um email de aviso.

Como acessei o sistema logo no início, ainda consegui boas opções de assento mas o voo já estava praticamente todo marcado. Por isso, pra quem vai optar por fazer o check in gratuito, recomendo ficar atento e não deixar pra fazer na última hora, senão não vai conseguir nada de bom.

O voo

O voo Rio - Amsterdam é aquela maravilha que eu já contei na avaliação anterior. Só que dessa vez não peguei o avião-estrela da companhia, o 787 Dreamliner, e voei no basicão mesmo do dia-a-dia. Mas ainda assim, correu tudo bem, dentro dos conformes.

O voo entre Amsterdam e Bangkok também foi feito num avião basicão, só que bem maior! O atendimento segue o mesmo ótimo padrão da KLM, comissários educados e solícitos, saída pontual e comida farta (toda hora servem bebidas e snacks, além de ficar disponível também no fundo do avião) e jantar saboroso (nada daquela comida de avião sem graça). A única observação é que o menu era um pouco mais puxado pro estilo asiático e não gostei do café da manhã (achei meio estranho).

O retorno de Bangkok para Amsterdam também correu muito bem. Aqui só faço uma observação que neste voo não fiz stopover porque a escala por si só já era bem longa, de 18h, chegando em um dia e saindo no dia seguinte. Esse era o tempo ideal para que eu saísse do aeroporto e fosse dormir em um hotel próximo. E o mais legal é que a KLM permite a retirada de bagagens para escalas longas. Para isso, basta avisar no momento do despacho da bagagem a sua opção.

Conclusão

Voar com a KLM é aquele voo sem surpresas. E acredite, isso é maravilhoso! Tudo sai perfeitinho no melhor estilo holandês.

A passagem costuma ser mais cara mas gosto da KLM porque eles entregam qualidade e pontualidade, qualidades que pra mim são fundamentais numa boa companhia aérea.

Com certeza voarei com eles muitas vezes!
 

0 comentários:

Postar um comentário