02/07/2016

Como é voar na KLM



The Royal Dutch Airlines

Como já é de costume, gosto de postar minhas impressões e experiências com as companhias aéreas que utilizo mundo afora. Hoje vou aqui falar de mais uma delas, desta vez a KLM.

A KLM é a principal companhia aérea holandesa e sua principal base de operação é o aeroporto de Schiphol, próximo à Amsterdam. KLM na verdade é a sigla para seu nome completo que é Koninklijke Luchtvaart Maatschappij, em bom português Companhia Real de Aviação. Ok, melhor ficarmos com o KLM mesmo!

Voei com a KLM na minha última viagem à Europa, quando passei alguns dias em Amsterdam antes de ir para a Sardenha.

Compra da Passagem 
 
Como essa minha viagem estava sendo planejada com bastante antecedência, fiquei meses paquerando uma combinação de voos diretos Rio - Amsterdam (KLM) e Roma - Rio (Alitalia), já que as duas empresas são parceiras e fazem codeshare. Acompanhei o preço pelo Skyscanner e Ita Matrix.

Quando o preço chegou no valor que eu estava disposta a pagar fui toda feliz no site da KLM e.. cadê o trecho da Alitalia? Nem sinal! Até apareciam algumas opções da Alitalia mas todas com conexão. No site da Alitalia, mesma coisa. Em sites como Expedia era possível combinar os dois voos que eu queria, só que comprando com eles eu teria o acréscimo de uma pequena taxa de conveniência.

Daí resolvi ligar para o Call Center da KLM para buscar orientações de como proceder pra encontrar o tal voo. Foi aí que a atendente, muito solícita por sinal, me deu a dica de consultar as passagens no site da Air France. De início achei estranho, mas não é que deu certo? No site de uma terceira companhia, achei as passagens que estava buscando! Vai entender!!

A compra no site da Air France foi bem tranquila, sem nenhuma dificuldade. Só não gostei que a marcação de assentos é paga e o preço é puxado, viu? 40€ por assento. Gratuito só no check in, que é disponibilizado com 30 horas de antecedência do voo. 

Check in

O sistema foi bem pontual e 30 horas antes do voo eu estava lá, marcando meus assentos. Até que ainda tinham boas opções, acho que pelo preço muita gente deixa pra marcar na última hora mesmo.

O check in foi feito no site da Air France, já que as passagens foram compradas com eles. Sistema simples de navegar, interface amigável. Sem ocorrências.

O voo

O embarque foi tranquilo e organizado. Na poltrona, o kit tradicional da classe econômica estava lá me aguardando: fones, travesseiro e manta. A saída do voo foi super pontual. 

Os comissários eram super solícitos e bem educados. Como o voo era noturno, o serviço de bordo iniciou-se logo após a estabilização da aeronave. O jantar, assinado pelo chef Rodrigo Oliveira, estava muito bom! Acompanhavam o jantar bebidas normais e alcoólicas como vinho, cerveja e whisky.  Bebidas  normais foram servidas a todo momento. Ainda foram servidos durante a madrugada um stroopwafles (aquele doce tradicional holandês) e café da manhã antes do pouso, que também estava bom.

A aeronave que operou o voo é um show à parte. Já tinha ouvido falar do tal Boeing 787 Dreamliner. Bem, eu não sou técnica do assunto, vou dar minha opinião de leiga. O avião é sim bem bacana, mais silencioso que os demais, cheio de modernices que a gente adora (wifi, sistema de entretenimento, USB, tomadas para carregar seus dispositivos etc). Mas o que eu mais gostei foi a iluminação da cabine. Pra quem é bom de sono durante o voo como eu, o "amanhecer" dentro do avião foi muito legal. As luzes foram mudando de tom até clarear totalmente a cabine. 

Outras informações

O aeroporto de Schiphol é basicamente operado pela KLM. Além de ser enorme, tem muitas lojas bacanas e sua saída pra cidade é muito fácil (trem, ônibus e táxi). Possui wifi free funcionando em perfeitas condições em todas as suas dependências.

No dia de sair de Amsterdam rumo à Itália, o clima não estava nas melhores condições (muito vento e neblina) e todos os voos de todas as companhias estavam sofrendo com atrasos/cancelamentos. Vendo a fila do guichê para remarcações ficando grande, a equipe da KLM rapidamente entrou em ação distribuindo água para todos os passageiros, independente da companhia, e fazendo atendimentos pessoais, tentando agilizar os casos mais simples. 

Eu, que já passei um perrengue do tipo em outro aeroporto da Europa, achei fantástica a atitude da KLM. Coisa de primeiro mundo. Mesmo.

Conclusão

Bem, vou ser bem prática na minha conclusão sobre o voo com a KLM: a partir de agora, se pudesse, só iria para a Europa com eles!

=)

0 comentários:

Postar um comentário