25/06/2015

Como é voar na Delta Airlines


Welcome aboard!

Continuando a seção de avaliação de companhias aéreas, hoje vou falar da Delta Airlines.

Nessa minha última viagem aos Estados Unidos, todos os meus voos foram feitos pela Delta, até os domésticos. Foi meio que por acaso, pois quando pensei em ir pro Havaí, estava certa de que os trechos domésticos seriam resgatados com milhas Smiles, logo voaria Delta.

Na hora de comprar os bilhetes Rio - LAX, acabei optando pela companhia que tivesse o menor preço e que não fosse a American Airlines. Por coincidência, deu Delta de novo!

Compra da Passagem

A promoção que eu encontrei na época era para compra através do site da Decolar. Eu nunca tinha comprado passagem aérea através deste tipo de site e confesso que fiquei um pouco apreensiva. Mas assim que confirmei meu pagamento no site da Decolar, recebi o código localizador e fui dar um conferida no site da Delta. Estava tudo lá, perfeito.

O mesmo aconteceu com as passagens retiradas com milhas. Assim que recebi o código localizador, já foi possível consultar e marcar os assentos.

Eu gostei muito do site da Delta. Interface amigável, de fácil entendimento. Até o dia da viagem alguns voos sofreram pequenas alterações e fui notificada através de email em todas elas.

Política de Bagagem

No voo internacional a franquia é padrão, de 2 malas de até 32kg por passageiro. Já nos voos domésticos comprados separadamente da reserva do voo internacional, as malas despachadas são cobradas à parte. Essa é uma prática comum adotada pelas companhias aéreas americanas. Confira a tabela da Delta aqui.

No primeiro voo doméstico (LAX - Honolulu), fiz check-in pelo aplicativo do celular e, após informar a quantidade de malas a serem despachadas, o sistema me direcionou automaticamente para a tela de pagamento, que só pode ser efetuado com cartão de crédito. Processo super simples e rápido.

No voo de volta (Kahului - LAX), o aplicativo não me direcionou para a tela de pagamento e finalizou o check-in assim mesmo. Quando fui imprimir o cartão de embarque no aeroporto, óbvio que o sistema não emitiu as etiquetas das malas. Até agora não entendi direito o que aconteceu.. Os funcionários que vieram me ajudar, digitaram várias coisas no computador, eu não paguei nada e as malas foram despachadas. Foi desse jeito!

A bagagem de mão é grátis mas são aplicadas aquelas dimensões já velhas conhecidas e pouco respeitadas pelos passageiros. Sobre os limites da bagagem de mão, dá uma olhada no site deles aqui.

Check-in

Pra realizar o check-in do voo Rio- LAX, resolvi testar o aplicativo para celular da Delta (disponível para Android e IOS). Minha intenção era salvar os cartões de embarque no próprio celular e assim diminuir a quantidade de papéis impressos. Achei o aplicativo excelente, bem fácil de manusear. Porém o sistema apresentou alguma restrição e não gerou os cartões de embarque, mesmo finalizando o check-in com sucesso. Tentei pelo site também não consegui. Segundo o sistema essa seria uma restrição para este aeroporto, no caso o Galeão. No dia do embarque, no guichê da Delta, os cartões foram impressos pelo agente de aeroporto sem problema.

Já nos check-ins dos voos domésticos nos EUA, os cartões de embarque foram salvos através do celular normalmente.

No check-in de retorno ao Brasil, o sistema (no aplicativo e no computador) começou a encasquetar que meu nome estava diferente do nome informado na reserva e com isso não consegui finalizar o processo. Cheguei no aeroporto, fui no totem da Delta, mesmo problema, gelei.. Chamei um funcionário pra me auxiliar e o que ele fez foi ignorar a mensagem do sistema e concluir o check-in mesmo assim. No final deu tudo certo e eu cheguei aqui no Rio de boa! 

O voo

Achei o voo Rio - Atlanta, para os padrões de classe econômica, bem confortável. Fones e máscaras para dormir foram entregues a todos os passageiros logo no embarque. O entretenimento é individual e bem diversificado com muitas opções de vídeo e áudio.

O serviço de bordo foi bom também. As refeições estavam dentro dos padrões: nada de excepcional mas pelo menos não teve a pegadinha do pão com recheio de vento..

Nos voos domésticos não há refeições incluídas, as refeições são pagas à parte. Primeiro o comissariado passa vendendo os produtos. Depois de terminado esse serviço, eles iniciam a distribuição dos amendoins e bebidas gratuitas (água, refrigerante e suco). O que me surpreendeu é que essa distribuição era constante e até o avião iniciar o processo de descida, todo mundo foi muito bem servido. Sem mendigaria.. ponto pra Delta.

Dos seis voos da Delta em que estive, apenas dois sofreram atrasos: LAX - Honolulu e Atlanta - Rio. O primeiro foi super tranquilo sem intercorrências. O segundo, já com a presença de muitos brasileiros foi terrível. As pessoas super mal educadas, não obedeciam as orientações da equipe da Delta e com isso o embarque foi bem desorganizado. Mas não achei que foi culpa da companhia. Uma lástima..

Conclusão

Achei a Delta uma companhia ótima. Os aviões modernos, serviços satisfatórios e os imprevistos, como atrasos foram bem administrados pela companhia e pouco me afetou. Foi muito bom ter essa experiência positiva depois do trauma da American Airlines no ano passado.

Quando pensar nos Estados Unidos como próximo destino, com certeza voaria com a Delta novamente.


0 comentários:

Postar um comentário