22/10/2016

Dicas de viagem para a Chapada dos Veadeiros

dicas viagem chapada dos veadeiros
Felicidade na Chapada

Dessa vez resolvi inovar e sair um pouco do meu velho e amado esquema de viagens de praia. E pensando em um destino que pudesse preencher uma semaninha de férias e que fosse de fácil acesso, além claro de possuir belas paisagens, lá fui eu desbravar a Chapada dos Veadeiros em Goiás.

Confesso que nunca fui (ou era) muito chegada à trilhas, tinha uma certa fobia meio inexplicável, coisa de gente esquisita! Rs.. Por isso essa viagem tinha um gostinho especial: seria uma viagem de superação de alguns medos.

Momentos tensos antes de ir, algumas apostas de que a viagem seria um fracasso (sim, todos os amigos achavam que eu ia detestar!) e no final veio a recompensa: não só deu super certo como eu curti muito! Além claro de ter superado meus medos inexplicáveis (trilha, água escura e por aí vai..).

Saldo final da trip: apaixonada pela Chapada e me achando a trilheira! Rs

A minha viagem

Visitei a Chapada dos Veadeiros no mês de agosto/2016 e passei 8 dias por lá, sem contar os dias de chegada e partida.

Como o programa principal na Chapada é fazer trilha pra chegar nas cachoeiras, montei um roteiro com folga pra não precisar ficar na correria e aliviar o cansaço físico ao final do dia. O tempo de permanência na região foi suficiente pra conhecer as principais cachoeiras e atrações.

Como chegar

Apesar da Chapada dos Veadeiros ficar em Goiás, o aeroporto mais próximo é o de Brasília, que fica a 230km de distância de Alto Paraíso. A melhor opção neste caso é alugar um carro ainda no aeroporto e seguir dirigindo até a Chapada.

Atualizando o mapa: até São Jorge já está asfaltado

Também  há opção de chegar até a Chapada de ônibus. Nesse caso, prepare-se para uma super missão. Além do transfer aeroporto / rodoviária interestadual, esteja preparado para enfrentar ônibus que atrasam e quebram com frequência. A empresa que opera o trecho Brasília / Alto Paraíso é a Real Expresso. A boa notícia é que a empresa vende passagens on line.

A estrada até a Chapada está em ótimas condições. Até passar Planaltina a estrada é em pista dupla, bem movimentada e com muitos caminhões. Depois é um retão em pista de mão única, mas com pouco movimento. Em boas condições de trânsito no entorno de Brasília, de carro, a viagem leva em média 2:30h. Se possível, tente fugir dos horários de rush.

Quando ir

A Chapada dos Veadeiros possui basicamente duas estações: a época das chuvas e da seca. A de chuvas vai de outubro a maio e a seca, de abril a setembro.

Definir qual é a melhor época vai depender do gosto de cada um. Há vários detalhes para se levar em consideração. Pra ajudar nessa escolha, dá uma lida no post - Melhor época para visitar a Chapada dos Veadeiros.

Hospedagem

Dividi minha hospedagem nas três principais cidades da região: São Jorge, Cavalcante e Alto Paraíso. A proposta da minha viagem era fazer tudo com bastante calma sem ficar na correria de horas dentro do carro fazendo longos deslocamentos entre uma cidade e outra.

Mas isso não é regra. Quem tem pouco tempo ou ainda preguiça de ficar trocando de pousada é possível montar base em apenas uma cidade, nesse caso sugiro Alto Paraíso que é mais centralizada. Apesar de alguns deslocamentos serem longos, as estradas em boas condições e pouco movimento ajudam bastante, é super viável.

Dá um conferida nesse post aqui - Onde se hospedar na Chapada dos Veadeiros - onde escrevo com mais detalhes sobre as três cidades e as pousadas que escolhi.

Como se deslocar

O transporte público na região é praticamente inexistente. Dizem que existe uma linha de ônibus que liga Alto Paraíso à São Jorge mas ela é precária e pior, funciona quando quer. Os moradores locais se organizam com caronas e transfers particulares. Mas ainda assim, a ligação é apenas entre as cidades e não entra nas propriedades particulares onde ficam as cachoeiras.

Diante dessa dificuldade e pelas longas distâncias, sem dúvida, a melhor maneira de se deslocar na Chapada é de carro.

Entre Alto Paraíso e São Jorge, a estrada é asfaltada e está em perfeitas condições. Até Cavalcante também está bem tranquilo. Saiu das cidades, é só estrada de terra. Na época seca foi bem tranquilo de dirigir, claro que rolam vários buracos, mas dá pra ir de boa num carro comum. Pra quem for na época de chuvas, certamente encontrará alguma dificuldade para trafegar nas estradas de terra com um carro sem tração. É um caso a avaliar.

Pra abastecer o carro, na região há postos de gasolina apenas em Alto Paraíso e Cavalcante. O preço é um pouco mais elevado, por exemplo o preço do litro da gasolina em Alto era R$3,74 e em Cavalcante R$3,94. Na ida pra Chapada vale a pena abastecer em São João da Aliança, que fica antes de Alto Paraíso. Lá o preço é o mesmo cobrado em Brasília, R$3,59.

Há também a possibilidade de contratar passeios com as agências locais. Pra quem não dirige ou não gosta de se arriscar pelas estradas de terra mato a dentro, é uma mão na roda. Recomendo a agência Eco Rotas, que fica em Alto Paraíso, no mesmo endereço da Pousada Veadeiros e as meninas que trabalham lá são hiper atenciosas.

O que ver / fazer

A maior atração da Chapada dos Veadeiros são as inúmeras cachoeiras da região, cada uma com sua beleza particular. É um destino pra quem curte caminhadas, natureza e simplicidade.

 Fonte: Pousada Éden

Com exceção das Cataratas dos Couros e do Parque Nacional que são gratuitas, todas as cachoeiras ficam em propriedades particulares que cobram pela entrada. O preço em média é de R$20/pessoa e se não prestar atenção, a brincadeira sai cara. Por exemplo, um casal visitando duas cachoeiras por dia custa R$80,00. Isso sem contar a diária do guia, pra quem achar necessário, que custa em torno de R$150,00.

dicas viagem chapada dos veadeiros
Bem vindos à Chapada!

cachoeiras chapada dos veadeiros
Cachoeira do Garimpão - Salto 80m

cachoeiras chapada dos veadeiros
Santa Barbarinha

cachoeiras chapada dos veadeiros
Cariocas

cachoeiras chapada dos veadeiros
Couros

Mas a boa notícia é que como as cachoeiras são incríveis, valem cada centavo investido! E a contratação de guia, na época que fui e para as cachoeiras que visitei, foi totalmente dispensável.
 
Como são muitas cachoeiras e tenho muitas informações pra passar, escrevi dois posts falando somente delas. Um para cachoeiras gratuitas e outro para as que ficam em propriedades particulares e logo, são pagas.

Misticismo na Chapada

Nem só de cachoeiras vive a Chapada. O misticismo tem uma pegada muito forte na região e alguns fatores contribuem diretamente para a fama esotérica.

Um deles é a grande placa de quartzo que se "esconde" debaixo dessas terras. Segundo os místicos, o quartzo é uma pedra com grande poder de concentração de energia e desta forma, a Chapada seria um lugar protegido. E a palavra "esconde" é entre aspas porque caminhando pelas trilhas do parque é muito fácil encontrar os tais cristais em seu estado bruto.

Outro detalhe curioso é que Alto Paraíso é cortado pela mesma linha imaginária que Machu Picchu, o Paralelo 14. Isso fez com que muitas pessoas se instalassem na região a partir da década de 70 em busca dessa enorme concentração de energias: hippies, esotéricos, evoluídos e entendidos, estão todos por lá. Pra quem curte o tema, busca se energizar ou ainda está a procura de terapias alternativas, esse é o lugar.

E aí junto disso tudo, vem também muita história né.. Dizem que a cidade é um dos destinos preferidos pelos nossos amigos de outros planetas. Há muitos relatos de pessoas que juram ter vistos discos voadores na região. Eu não duvido, e você?

Verdade ou não, muita gente se aproveita pra brincar com o tema, então é fácil topar com alguns ETs durante sua estadia na região.

 Only aliens

Abaixo listo alguns dos lugares "sagrados" na Chapada e que são de fácil visitação. Caso você queira sentir a energia deles mais de perto, vá lá.

- Morro da Baleia

Além das propriedades místicas, dizem que esse morro tem formato de baleia. Desculpa galera, mas não vi a tal baleia! Também não sei se eu procurei do ângulo certo. Se você quiser tirar a prova, fica na estrada entre Alto e São Jorge e é bem sinalizado, bem fácil de achar.

morro baleia chapada dos veadeiros
 Morro da Baleia

Existe uma trilha pra chegar até ao topo do morro, que é melhor de ser percorrida na época de chuvas, quando se forma a Cachoeira da Bailarina, mais uma das cachoeiras sazonais da região.

Quem estiver de passagem pelo local também pode dar uma conferida no Rancho do Waldormiro. O restaurante é muito simples, o seu Waldomiro uma simpatia e o carro chefe é a matula, prato típico dos bandeirantes que passaram pela região no passado. Perfeito pra matar aquela fome de monstro de que bate depois da trilha.

- Jardim de Maitreya

Maitreya, para diversas religiões, é uma espécie de mestre ou deus que será enviado para salvar a humanidade (ou algo do tipo).

Mas o Jardim de Maitreya da Chapada tem uma história um pouco mais curiosa. Lá pelos anos 80 rolou uma festa estilo Woodstock na região e um grupo, conhecido como Cavaleiros de Maitreya, ao sair da festa, se deparou com esse conjunto de árvores e identificou ali um campo de força magnética. E assim apelidou o lugar de Jardim de Maitreya.

jardim maytreia chapada dos veadeiros
Jardim de Maitreya

Como não sou muito entendida no tema não consegui sentir o tal campo de força. Mas quem quiser tirar a prova, estacione no acostamento da estrada e sinta a energia! Fica bem pertinho do Morro da Baleia e também é bem sinalizado.

- Paralelo 14

O marco do paralelo 14 fica na beira da estrada entre Alto Paraíso e Cavalcante, bem próximo da divisa entre os dois municípios.

Como a estrada é uma enorme reta sem fim, provavelmente você vai passar em alta velocidade pelo local (foi o que aconteceu comigo). Por isso ao ver a sinalização da divisa dos municípios, dê uma aliviada no acelerador e fique atento. No sentido Cavalcante, do lado esquerdo da estrada.

Foto: www.altoparaiso.go.gov.br

Como eu não consegui parar a tempo, não tenho como opinar muito bem sobre o lugar. Mas me pareceu apenas um pequeno jardim de pedras. É claro, que devidamente energizado pelo tal paralelo né..

Pôr do Sol

O pôr do sol na Chapada é incrível. Fique atento para reservar o seu fim de tarde para apreciar as lindas e inesquecíveis luzes do fim de tarde.

Como eu passava o dia inteiro nas cachoeiras, eu não me organizei muito bem e acabei perdendo o pôr do sol quase todos os dias. Mas ainda assim destaco um lugar muito irado que eu fui, meio que por acidente, mas que se tornou um dos pontos altos da viagem.

São Jorge possui um mirante, que fica no alto de uma colina e que é bem fácil de chegar. Basta seguir em direção à entrada do parque e seguir às placas do mirante. Só que ao chegar no alto do morro não tem nenhuma placa e a entrada do tal mirante (depois eu descobri) parece a entrada de uma propriedade privada. Por isso não entrei e segui reto até chegar nas antenas da cidade.

por do sol chapada dos veadeiros
A "famosa" torre da Oi

Chegando lá, até tinha uma vista legal, mas algumas árvores atrapalhariam a vista do sol se pondo no horizonte. Foi aí que ouvi umas vozes nos chamando.. Só estávamos nós dois (eu e maridão) no local e dois carros estacionados. Já estava acreditando estar vivendo uma experiência paranormal (coisas da Chapada - rs) quando olhei pra cima e vi duas cabecinhas no alto da torre acenando pra gente. Contando assim não tem muita graça, mas na hora foi surreal, rimos muito!

Lá em cima estava um casal que explicou pra gente que era super tranquilo de subir. Eu confesso, fiquei morrendo de medo! Não pela subida em si, naquela escadinha vertical com guarda-corpo, mas por não saber se a plataforma da torre aguentaria o peso. Depois de alguns minutos de muita insistência do marido e do tal casal resolvi subir, afinal, quando mais na vida eu faria aquilo?

Nota: apesar de não ter nenhuma placa sinalizando, com certeza a entrada naquele lugar não é aberta ao público. Portanto só vá com a certeza de que é por sua própria conta e risco.

por do sol chapada dos veadeiros
São Jorge vista do alto

Conforme os minutos iam passando, mais gente ia chegando e subindo a torre. Foi aí que fiquei sabendo que esse programa é um clássico de São Jorge, só eu que não sabia! E também estava ficando apavorada achando que a torre ia desabar com tanto peso. E chegou muita gente, foi surreal! Eu fiquei na primeira plataforma (pra mim estava de bom tamanho) mas tinha gente subindo até o topo! Foi uma experiência no mínimo curiosa!

Pra espantar o medo, me concentrei na vista da Chapada e as incríveis luzes de fim de tarde.

por do sol chapada dos veadeiros
Foi lindo demais!

por do sol chapada dos veadeiros
Um dos mais lindos que já vi

Na plataforma que eu estava, devia ter pelo menos uma 20 pessoas, fora as que subiram os outros níveis. Bem, no final concluí que a torre é bem resistente.. Apesar de todo o medo, foi uma experiência única e inesquecível. Quem se aventurar nessa maluquice que nem eu, recomendo ir de tênis. Eu fui de havaiana e subi de boa mas não é a melhor opção.

Quem quiser uma coisa mais segura e tranquila, vá para o mirante (lugar de pessoas normais kkk). Ao subir o morro, fique ligado em uma entrada do lado direito que parece a entrada de uma fazenda, mas sem porteira. É lá mesmo.

Dicas Gerais

Antes de visitar a Chapada dos Veadeiros, avalie bem a época do ano da sua viagem já que são duas estações completamente distintas.

Tenha em mente que é uma viagem pra um destino simples onde a principal atividade é fazer trilhas até as cachoeiras. Tudo muito roots.

Fundamental levar repelente, protetor solar e farmacinha com os medicamentos de uso pessoal.

Levar dinheiro em espécie. Não conte com saque nas agências da região, pelos mais diversos motivos: sistema fora do ar, acabar o dinheiro do caixa no final de semana etc. Enquanto estive lá a agência do Banco do Brasil de Alto Paraíso foi explodida por bandidos, ficou sem funcionar por dias. A de Cavalcante havia sido explodida um mês antes e também não estava funcionando.

Apesar dos assaltos que mencionei, não são cidades violentas, pelo contrário, são muito tranquilas. Esses foram fatos isolados. Mas atenção, respeito aos locais e prudência é bom em qualquer lugar do mundo.

Na mala levar roupas leves e tênis para as trilhas 

A voltagem é 220v. Leve carregadores bivolt.

Sinal de celular é precário na região. As melhores operadoras são a Vivo e Tim mas o sinal de internet sempre ficou em E e nunca funcionou. Apenas em Cavalcante eu consegui sinal de internet 3G da Vivo.

Aliás a internet em toda a região é bem sofrida. Mesmo nas pousadas que possuem wifi não tem como melhorar muito, pois a banda de internet na região é muito fraca. Em Alto Paraíso tem uma lan house na rua principal que pode ser bem útil em caso de emergências tecnológicas.

Outros post sobre a Chapada dos Veadeiros

Onde hospedar na Chapada dos Veadeiros 
Melhor época para visitar a Chapada dos Veadeiros 
Cachoeiras da Chapada I 
Cachoeiras da Chapada II 
Cachoeira de Santa Bárbara


*Data da viagem: agosto/2016


0 comentários:

Postar um comentário