06/12/2015

Roteiro de um dia em Santa Monica


Passar uma tarde em Santa Monica

Mil vezes irei à Califórnia e me hospedarei em Santa Monica! Adoro o clima dessa região. Acho super bacana a proximidade com a praia, a praticidade de ficar ao lado do aeroporto LAX e da rota de fuga para as praias do sul do estado.

Nesta minha última visita em 2015, estive na cidade apenas como um stopover antes de ir para o Hawaii e apesar do tempo ter sido curto, já foi o suficiente para entrar no clima californiano que tanto amo.

Por isso, neste post não vou escrever sobre grandes novidades pois já existe bastante informação no primeiro post deste destino. Vou apenas relatar algumas novas experiências que tenho para compartilhar.

A minha viagem

Como disse acima em 2015 Santa Monica não foi meu destino e sim um stopover pra viagem ao Hawaii. Fiquei lá apenas dois dias, mas mesmo assim consegui fazer alguns programas bem legais.

Como cheguei numa sexta-feira de manhã, aproveitei o dia para curtir o píer sossegado, ainda sem a bombação do final de semana. No sábado fui curtir Laguna e Huntington Beach, o que contei neste post aqui. No domingo, como meu voo para Honolulu era à tarde, aproveitei a manhã para umas comprinhas básicas pela redondeza.

Hospedagem

Desta vez meu objetivo continuava sendo não gastar muito dinheiro com hospedagem, que nessa região costuma ser mais cara que nas demais regiões turísticas de Los Angeles. Por isso fiquei hospedada em outro motel, o Rest Haven. Esse é bem pertinho do que me hospedei no ano anterior (Ocean Park Inn),  a uns 300 metros à frente, na mesma Lincoln Blvd. A diferença é que no motel deste ano, os quartos ficavam numa rua lateral bem mais tranquila, então tive uma experiência um pouco mais silenciosa que no ano passado.

O quarto é bem simples mas super funcional, o que eu fiquei hospedada era até bem espaçoso. As camas boas, limpeza ok. Assim como o outro não possui ar-condicionado, então pode ser que no verão seja um pouco desconfortável passar as noites só com ventilador de teto.

Pra quem não liga pra luxo e procura algo mais honesto/modesto nessa região, recomendo.

Pra pesquisar outras opções de hospedagem na região, clique aqui. Mas lembre-se sempre de ficar sempre atento às avaliações. 😉

Aluguel de carro

Eu não costumo muito falar de detalhes sobre o aluguel de carro, porque os procedimentos são muito parecidos em todas locadoras. Mas desta vez tive uma experiência tão ruim que resolvi compartilhar.

Após diversas comparações de preços, encontrei menores tarifas com a Fox Rent a Car. De primeira, achei que seria apenas mais uma grande locadora americana e que não teria problemas. A surpresa negativa começou já na saída do aeroporto, com o serviço de shuttle que demorou mais de meia hora pra passar. Imagine chegar cansado de 12 horas de voo e ainda ter que esperar meia hora em pé? E pior, vendo vários shuttles das outras empresas (Avis, Hertz, Alamo etc) passando de 5 em 5 minutos.

Já no escritório da Fox, o atendimento foi bem razoável. Não tinham carro da categoria que reservei e queriam me empurrar um de categoria inferior, ao contrário do que normalmente é praticado por todas as outras locadoras, que é oferecer um carro de categoria superior. No fim, depois de reclamar consegui um carro melhorzinho.

No dia de ir embora, depois de devolver o carro, o shuttle para retorno ao aeroporto também demorou muito, chegou até formar um fila enorme. Se eu estivesse com horário apertado para o voo, teria perdido com certeza.

No retorno do Hawaii à LAX, eu faria mais um stopover de dois dias com destino à San Diego. Eu tinha uma nova reserva com a Fox e lá fui eu de novo, até pra ver se mudaria a minha experiência. E pra minha surpresa,  a segunda locação conseguiu ser pior do que a primeira! O problema com o shuttle continuou, demorei muito pra conseguir chegar até o escritório.

Chegando no escritório, fui super mal atendida por um mexicano que se negou a fazer o contrato sem seguro (eu costumo usar o seguro dos cartões e pra isso é preciso recusar as proteções oferecidas pela locadora). Rolou discussão e mesmo argumentando que havia alugado um carro ali há 10 dias atrás sem nenhuma proteção, ele se negou a fazer o contrato e ainda ficou fazendo piada sobre brasileiros. Foi super desagradável.

Sem opção, fechei o contrato com seguro e com isso saiu muito mais caro do que o valor reservado inicialmente. Na hora de escolher o carro no pátio da empresa, vários estavam imundos e depois de muito procurar achei um carro "menos pior" que era um Corolla horrível, velho e desconfortável. Na hora de devolver o carro, o problema com o shuttle permaneceu.

Ou seja, foi uma experiência super traumática. Fox Rent a Car de Los Angeles (LAX), nunca mais!

De rolé pela área

Mas vamos deixar as chateações de lado e falar de coisa boa né?! Apesar de ter sido uma paradinha super rápida, aproveitei pra repetir alguns programas que havia curtido no ano anterior. Venice Beach continua sendo minha queridinha na Califórnia. Adoro passar a tarde em Venice, andar por aquele calçadão, observar as pessoas e curtir a pista de skate e as apresentações de artistas de rua. É sempre diversão garantida.

Venice 

O píer de Santa Monica continua sendo uma ótima pedida também. Pra quem quiser curtir o Pacific Park, prefira os dias de semana, pois nos finais de semana sempre fica muito cheio e com fila nos brinquedos.

Entrada do píer

Pacific Park

Caminhar pelo Palisades Park, uma espécie de calçadão que começa ao lado do píer também é bem bacana e garante ótimas fotos, especialmente no fim de tarde.

Palisades Park

Também deu tempo para dar uma caminhada pela Third Street Promenade, que é o centro comercial de Santa Monica. Consumistas de plantão, preparem-se.


Third St Pomenade

E pra finalizar a passagem relâmpago por Santa Monica, ainda curti um dia entre Laguna e Huntington Beach (leia aqui) com direito a repeteco em Venice no fim de tarde.

Venice Skate Park

Mesmo em um stopover a Califórnia é diversão garantida!

**Data da viagem: maio/2015


0 comentários:

Postar um comentário