26/07/2015

Como cruzar a (temida) Piilani Highway em Maui


estrada depois de hana maui
A temida highway

Um dos pontos mais polêmicos da minha visita à Maui, era decidir o caminho de volta de Hana: voltar pela mesma estrada cheia de curvas ou seguir adiante pela temida Piilani Highway? Bem, pra quem pretende fazer o roteiro da Road to Hana, acho que é hora de se preocupar com isso também.

Muitos guias de viagem induzem o viajante a pensar que a estrada acaba em Hana e que dali é preciso fazer meia volta e passar novamente pelas 600 curvas da Road to Hana. Alguns até falam da existência da Piilani Highway mas também dizem que ela é off road, muito perigosa e impossível de ser percorrida por um carro comum. E ainda tem os que afirmam que as locadoras locais proíbem a passagem por este trecho, sob pena de multa e anulação do contrato de locação. 

Meu mapa da Piilany Hwy

Confesso que no começo, com a quantidade de informações negativas a respeito da estrada, fiquei assustada também. Mas ao mesmo tempo achava que voltar pelo mesmo caminho da ida, além de ser cansativo pelas 600 curvas, seria também muito sem graça. Algo em mim custava a acreditar que a estrada fosse esse terror todo que estavam pintando. Decidi então formar minha opinião própria do assunto e comecei a buscar informações pela internet. 

Primeiro, naveguei pelo Google Maps e vi que a estrada tão temida era mão única com uma mistura de asfalto remendado e cascalho. Bem, pra quem foi pra Jericoacoara de Palio, isso aí é moleza! Procurei também vídeos no Youtube e vi as pessoas circulando pela via normalmente. Em alguns vídeos até tem uns momentos tensos, quando uma carreta vem no sentido contrário e o motorista tem que dar ré até um recuo (veja bem, até carretas passam por lá!). Ok, até aí tudo normal.. 

Mas tinha o problema com a locadora e esse era outro ponto crucial. Li muitos relatos afirmando que era terminantemente proibido pelas locadoras locais a passagem por aquele trecho da Piilani Hwy. E como eu não queria ter problemas com a locadora, fiz de tudo pra encontrar uma que não tivesse a tal restrição. No fim não achei nenhuma que dissesse que sim ou que não, todas se limitavam apenas a dizer que não é permitido dirigir em estradas "off-roads". Só que pra mim, vindo do Brasil, esse termo é muito vago (minha rua no Rio de Janeiro com chuva é off-road)! 

Foi lendo o site Maui Guidebook que encontrei a resposta que eu tanto procurava. Mark, autor do site, faz um relato muito honesto sobre este trecho da estrada: The Backside of Haleakala. A primeira coisa que ele faz é acabar com o mito de que carros comuns não conseguem trafegar pela estrada (isso eu já desconfiava) e na sequência diz, em outras palavras, que não será um mero contrato de locadora que irá deter seu espírito aventureiro. No final do texto, vários turistas deixam na caixa de comentários o seu relato, confirmando as informações do site. Era tudo o que eu precisava ler..

Então, depois de reunir as informações necessárias e refletir muito, decidi que deveria arriscar. Afinal de contas, a gente gosta mesmo é de uma aventura! Apenas ponderei alguns pontos: ler o contrato de locação com muita atenção pra evitar uma roubada e observar as condições do clima na hora de pegar a estrada, pois com muita chuva existia o risco real de nos colocarmos em uma situação de perigo.

Em Maui, aluguei o carro com a Dollar. Quando fui retirá-lo ninguém fez menção nenhuma a tal estrada. Observei que na parede do escritório havia um alerta sobre a estrada do parque do Haleakala, solicitando aos motoristas usar o freio motor na descida, a fim de evitar acidentes em caso de falha nos freios. Bem, se houvesse outra restrição também deveria ser informada, não? Li e reli o contrato mil vezes e não encontrei nada que fizesse restrição à estrada alguma. As coisas estavam caminhando a meu favor.

A estrada

Enfim, chegou o dia do passeio até Hana e todo aquele medo e tensão finalmente estavam por acabar. Quando cheguei no Kipahulu Visitor Center, último ponto antes da estrada começar a ficar "tensa" caiu um toró daqueles! Mas como toda chuva no Havaí é passageira, o tempo abriu logo em seguida e resolvi seguir viagem. Iniciei esse trecho por volta de 17:30h e em maio como o sol se põe às 19h, eu tinha tempo de sobra pra empreitada.

O que eu tenho a dizer é frustrante para os desesperados de plantão: a estrada não tem nada de perigoso!! Se percorrida com atenção e cuidado não há o que temer.

O asfalto não é "liso perfeito" como na estrada de Hana, é meio falho como se fosse remendado e isso não oferece qualquer dificuldade a um carro comum. A estrada é bem estreita e na maioria dos trechos passa apenas um carro por vez. O bom é que o fluxo de carros é mínimo e existem diversos recuos pra dar passagem pra quem vem na direção oposta. Mas sinceramente? Eu só cruzei com um único carro durante o percurso "tenso". E eu não estava sozinha na empreitada não.. outros carros de turistas estavam logo atrás do meu.

Os penhascos estão próximos assim como em toda a Road to Hana, a diferença aqui é que a proteção está desgastada de ferrugem, devido a intensa ação da maresia. Atenção para as curvas pois algumas são cegas, e isso exige um pouco mais de cuidado do motorista.  A dica é seguir devagar e alertar sua aproximação da curva, dando uma buzinada básica, caso venha outro carro na direção oposta.


estrada depois de hana maui
Esse é o estilo da estrada

Um outro perigo, esse sim mais real na minha opinião, é o risco de deslizamento de pedras, já que os costões não são muito estáveis. Isso faz com que pedras rolem com frequência e se uma cair em cima de um carro pode amassar. Mas em boa parte há telas de proteção, só é preciso ficar mais atento em caso de chuva, quando o risco dessas pedras rolarem é maior.

As minhas fotos não ficaram muito boas. No final do dia a câmera começou a dar um tilt com a claridade e não nos entendemos muito bem. Mas vou postar umas fotos que encontrei na internet que dão a exata noção da condição da estrada.

estrada depois de hana maui
Curva cega e costão rochoso com a tela de proteção

estrada depois de hana maui
Mais uma curva cega

Que fique claro que a minha ideia aqui não é banalizar o perigo da estrada e sim desmistificá-lo. É claro que ela é uma estrada que requer cuidado pois já houve acidentes nela, inclusive com mortes, mas isso pode acontecer em qualquer estrada do mundo. Por isso sempre digo, não faça nada apenas por que os outros disseram pra fazer, faça o que se sentir à vontade. Avalie e risco e só vá se você se sentir seguro.

Se a estrada de Hana é bonita, a Piilani Highway é muito diferente de tudo aquilo que você já viu!! Depois da floresta tropical, passamos por um enorme campo de lava com aparência desértica. De repente a vegetação muda novamente e entramos numa outra floresta, com vegetação de montanha, muitos pinheiros e clima de serra. O contraste entre as regiões é surreal. No final, ainda fomos abençoados com um pôr do sol lindo visto do alto da montanha. Sem dúvida, foi um dos dias mais incríveis da minha vida!

estrada depois de hana maui
Alguns visuais da estrada

Fique atento pois vários lugares especiais se "escondem" desse lado da ilha. Com tempo, faça uma parada na única loja da região, a Kaupo General Store e se divirta com a coleção de máquinas fotográficas antigas do proprietário. Se estiver com fome, não deixe de conferir o melhor cheeseburger da ilha no Bully's Burguer, um trailler perdido no meio do nada com uma vista deslumbrante do mar. Ou ainda a visite a vinícola Tedeschi e conheça o tradicional vinho de Maui.

estrada depois de hana maui
Coroando nossa decisão de seguir adiante

estrada depois de hana maui
Hui Aloha Church 

Interessante ver também como a vegetação vai mudando de tom, conforme vamos dando a volta no vulcão. O arco-íris continua lindo e a vegetação vai ficando mais rasteira e seca. Outra fato curioso, é ver como as pessoas vivem isoladas nesse lado da ilha. Existem várias propriedades, fazendas etc.

estrada depois de hana maui
Repeteco do arco-íris

A partir deste trecho, é completada a meia volta pelo vulcão e se inicia o visual incrível do campo de lava. A estrada fica muito melhor nesse trecho, quase perfeita até! O asfalto super novo e liso, mas a estrada continua estreita, por isso não pode vacilar.

estrada depois de hana maui
O início do campo de lava de frente pro mar

estrada depois de hana maui
Passando por dentro do campo de lava!

estrada depois de hana maui
Estrada perfeita! Aonde está o perigo mesmo?

Quando estava lendo o relato do site Maui Guide Book, achei muito engraçado quando o autor diz que o único risco real da Piilani Hwy era atropelar uma vaca e ter que se entender com o dono dela. E não é que realmente o risco existe?? Encontrei algumas delas pastando na beira da estrada.. Mal encaradas que só!

estrada depois de hana maui
Valeu vaquinha!

Daí pra frente começa o trecho de montanha, que na minha opinião foi surreal encontrar isso depois de tudo que eu já havia visto naquele dia. Clima de serra, vários chalés, pinheiros.. E a vista incrível pra costa oeste de Maui de cima da montanha. Vi o pôr do sol de camarote vip! Só que vou ficar devendo as fotos do final do dia.

Desde cedo minha câmera fotográfica vinha dando sinais de que algo estava errado e no final do dia, ela deu tilt mesmo. Mas quer saber, eu nem estava mais ligando pra fotos. Estava num estado de êxtase tão grande, que a minha vontade era apenas contemplar aquela beleza ao meu redor. E agradecer também por ter tido a oportunidade de viver pra ver isso!

A foto não é minha, mas foi algo nesse nível..

Conclusão

Se eu tinha a certeza de que o passeio de Hana era imperdível, tive outra certeza nesse dia: a Piilani Hwy é a melhor maneira de encerrar a Road to Hana.

Em relação ao perigo, em nenhum momento me senti numa situação de risco. Acho que algumas pessoas são meio exageradas, especialmente as que compram a camisa "I survived the road to Hana".

E vou um pouco mais além. Talvez esse movimento contra a Piilani Hwy seja incentivado pelos próprios moradores locais, com o intuito de afastar os turistas e preservar a região. Afinal, o movimento separatista havaiano tem maior força em Maui e sem dúvida, nesse lado da ilha estão os locais mais preservados.

E pra finalizar, Mahalo Maui, por tudo!

**Data da viagem: maio/2015

Mais sobre a viagem ao Havaí

Montando o seu roteiro para o Hawaii
Dicas para conhecer Oahu
Praias de Oahu
Trilha para o Diamond Head 
Dicas para conhecer Maui
Um passeio pela Road to Hana
Hawaiian Airlines
Coisas do Havaí



0 comentários:

Postar um comentário