18/04/2015

Dicas de viagem para o Cânion do Xingó

6 comentários     
categories: , ,

Cânion do Xingó

Desta vez vim falar de uma paisagem totalmente inusitada e muito diferente das que vemos por aí: o Cânion do Xingó, no Rio São Francisco.

Eu nunca havia ouvido falar no tal cânion, até que uma amiga brasileira que mora no Canadá e estava de passagem por aqui me falou que queria conhecer o lugar. E olha que vergonha.. eu nem sabia que lugar era esse! Comecei a pesquisar sobre o cânion e conclusão: na minha visita à Aracaju, incluí um passeio ao tão famoso (?!) cânion.

Apesar de estar viajando com um grupo grande, ninguém quis embarcar na aventura comigo, todos acharam o passeio longe e cansativo demais, então lá fui eu sozinha.. Daí não me restou outra opção a não ser ir com uma agência de turismo. Quem me conhece sabe que eu não topo muito com essa ideia, mas não teve jeito. O bom é que posso contar aqui mais essa experiência.

Como chegar

Partindo de Aracaju, a cidade mais próxima do cânion é Canindé de São Francisco, que fica a 210 km da capital sergipana e faz divisa com o estado de Alagoas. São três horas de viagem e a estrada está em boas condições.


Eu fechei meu passeio com a Toptur e só tenho boas recomendações a fazer. Primeiro porque foi uma das poucas agências que toparam me buscar em endereço residencial, já que não estava hospedada em hotel e sim na casa de amigos. Tudo foi combinado por email e eles foram super rápidos e solícitos nas respostas. Preço do passeio: R$155,00 pagos com antecedência através de depósito bancário.

A ida

Como a viagem é longa, o passeio sai de Aracaju bem cedo. Às 7:00 a van estava na minha porta. Segundo o guia, domingo é o melhor dia para ir ao cânion pois a estrada fica vazia, sem o movimento intenso dos dias de semana, que segundo ele, costuma ser complicado nos arredores de Aracaju.

Por volta de 08:30 o guia, que também era o motorista, fez uma parada em um posto de gasolina na cidade de Ribeirópolis para que o grupo tomasse café da manhã. Eu achei desnecessário, pois todo mundo saiu do hotel de café tomado. Mas percebi que todas as agências de turismo fazem o mesmo.

Por volta das 10:00 chegamos na cidade de Canindé de São Francisco. O passeio para o cânion sai do Restaurante Karranca's que fica fora da cidade, após a usina do Xingó, mais uns 15 minutos pra chegar até lá. Ou seja, nas melhores condições de trânsito, levamos 3h pra chegar ao nosso destino.

Restaurante Karranca's

Passando pela Usina do Xingó, que é gigantesca, chegamos ao restaurante Karranca's.

Usina de Xingó

A estrutura do restaurante é bem interessante e até surpreende os desavisados como eu, já que eu não esperava encontrar grandes coisas no meio do do sertão nordestino.

Restaurante Karranca's

Nele também fica o guichê da MF-Tur, empresa que opera os passeios de barco até o cânion. Pra quem vai de agência, o próprio guia se encarrega de buscar os tickets de embarque, já inclusos no preço do passeio. Pra quem vai particular, o momento pra comprar o ingresso é esse.

O passeio costuma sair em dois horários: 11h e 14h. Porém se o movimento do dia for grande, a empresa disponibiliza outras saídas. No dia que eu fui (domingão de sol), estavam programadas três saídas.

Além do passeio pelo Cânion do Xingó, o restaurante oferece outras atividades: aluguel de caiaque, SUP e jet-ski. Tem também passeio de helicóptero pela região, que segundo o guia tem duração de 15 minutos e custa R$250 (que podem ser pagos e parcelados no cartão de crédito). No dia que eu fui o helicóptero não estava lá, então se você tem interesse nesse passeio é bom confirmar antes.

O esquema de almoço aqui é buffet livre, ou seja, por R$35,00 come-se à vontade. Recomendo almoçar por aqui mesmo pois não vi nenhuma outra opção ao redor. A boa é, comprar a pulseira que dá direito ao almoço antes de embarcar para o passeio, a fim de evitar fila na volta. A comida é boa, simples, um pouco puxada pro tempero nordestino, mas pra quem não é chegado dá pra se virar numa boa também. 

Passeio pro Cânion

Para os apressadinhos, já aviso logo que não adianta pegar o ticket de embarque e correr para a porta do catamarã. Os nomes dos grupos são anunciados no microfone e as pessoas vão entrando no barco conforme chamada.

O embarque

O restaurante Karranca's fica à 18km do Cânion do Xingó, percorridos em 40 minutos pelas águas verdes do Rio São Francisco.

Esses 40 minutos são aqueles em que você deverá praticar ioga ou qualquer outra técnica de relaxamento que conhecer. Forró rolando alto, guia engraçadinho, pessoas sem noção e por aí vai..

Enquanto a galera vai dançando forró, o guia vai apresentando algumas das atrações locais.

Pedra do Falcão (ou gavião.. não lembro, tava fazendo ioga nessa hora)

Felizmente os 40 minutos se passam e chegamos ao que interessa: o cânion propriamente dito. Nessa hora suspendem até o forró e colocam uma música pra fazer um clima de suspense.. Engraçado..

Momento suspense

A paisagem é realmente surpreendente. Os paredões vermelhos são gigantes e impressionam pela aridez em volta de tanta água.

Bonito de se ver

São Francisco

Por fim chegamos ao filé. O catamarã ancora em um flutuante instalado dentro do cânion, chamado de Porto de Brogodó, e ali permanece por uma hora. Daqui partem as canoas que entram na parte mais estreita do cânion, que na minha opinião é o ponto alto do passeio. 

Eu entrei logo na primeira canoa. Recomendo levar o mínimo possível (só uma câmera) pois essas canoas não me pareceram muito estáveis e sempre tem um Zé Graça querendo aparecer, fazendo a canoinha balançar.. O passeio é rápido, leva no máximo uns 15 minutos e custa R$10,00.

Entrada da Gruta do Talhado

Vale até repetir a foto, lindo demais!

No fundo do cânion tinha um São Francisco

Voltando pra Brogodó

Bem, depois de me refestelar com a beleza do lugar, é hora de encarar a realidade social. Aquelas duzentas pessoas do catamarã agora estão super animadas tomando banho no piscinão do flutuante. É claro que você vai mergulhar também, afinal foi tão difícil chegar aqui que o mergulho nessas águas verdes, limpas e mornas é a sua recompensa! Pegue seu macarrão e vá para o fundo da piscina, onde costuma ficar mais tranquilo.

Na chegada

Cinco minutos depois..

Passada uma hora, temos que voltar ao Karranca's. Mais 40 minutos de navegação e estamos de volta. 

A volta

Depois do almoço no Karranca's não há muito o que fazer além de encarar a estrada de volta. O guia faz uma parada próximo à Usina de Xingó, num trevo que possui uma estátua de Lampião e Maria Bonita e uma "praia" de rio.

Rota do Cangaço

Praia de rio

Nesse lugar há uma pequena venda de artesanato e um souvenir muito curioso, uma cachaça regional que segundo meus conterrâneos baianos, é a cachaça mais forte do nordeste: uma tal de cachaça com rabo de macaco, que é uma planta regional. Pra quem gosta de bebidas "exóticas" tá aí uma ótima opção..

Outra parada muito interessante na estrada de volta é a Doce Caseiro da Dona Nena. Uma pequena lojinha que vende doces caseiros de comer rezando. No dia em que fui, os doces de leite (de várias formas e texturas) tinham acabado de sair do fogão, super fresquinhos e deliciosos.. Super recomendo.

Dona Nena

Cheguei em Aracaju por volta de 18:30 e de fato, super cansada. 

Considerações Finais

Até rola de fazer bate-volta pro cânion, mas nesse caso recomendo contratar o passeio com uma agência de turismo, pra que você não precise encarar três horas de estrada depois de um dia cansativo. 

O esquema ideal pra mim é pernoitar na região. Muita gente recomenda a cidade-gracinha de Piranhas. Eu, numa segunda oportunidade  também vou nessa opção. Achei a região interessantíssima pra ser explorada com um pouco mais de calma.

Pra consultar as opções de hospedagem na região, clique aqui.

Um esquema melhor ainda é conseguir alugar um barco só pra sua turma e dispensar o catamarã da MF-Tur. Li em alguns blogs (aqui e aqui) que uma segunda opção seria sair do restaurante Show da Natureza que fica na cidade de Olho D'Água do Casado, já em Alagoas. A saída é mais próxima do cânion e a lancha pode ser só sua. Muito melhor.


**Data da viagem: março/2015



6 comentários:

  1. Dicas super valiosas para quem está programando ir ao Xingó!
    Muito bom!
    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rodrigo!

      Que bom que vc gostou! Sua opinião é sempre bem vinda!

      Na próxima trip para Aracaju não deixe de ir lá hein?!

      Bjos

      =)

      Excluir
  2. Portal com informações para ajudar o turista a planejar sua viagem a região de Xingó, diversos hotéis, parques e passeios tanto de Piranhas-AL quanto de Canindé de São Francisco-SE.
    www.canionsxingo.com.br
    Vale a pena conferir para planejar sua viagem!

    ResponderExcluir
  3. Renata pode informar os horários de saídas dos passeios saindo de Canindé do São Francisco para o Canion e as pousadas simples pra quem quer apenas dormir.
    Desde já agradeço
    alblindoso@live.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Os horários vc pode consultar no site da MF-Tur (o link está no post).

      Sobre pousadas, não tenho como indicar, como disse no post eu fiz apenas um bate-volta a partir de Aracaju e não me hospedei na região.

      Lamento não poder ajudá-lo.

      Abs!
      =)

      Excluir