07/06/2014

Guia de viagem para San Francisco


dicas viagem san francisco
Olha a Golden Gate aí gente!

San Francisco é uma das maiores e mais populosas cidades americanas. É também um importante destino turístico que recebe turistas de diversos lugares do mundo. Apesar de ser uma cidade praiana, a atração principal aqui não é o mar e nem as praias mas sim, uma infinidade de opções de entretenimento que só uma cidade cosmopolita como San Francisco pode oferecer.

E antes que você se assuste, vou começar falando de lá sem muito romantismo. A primeira impressão que tive de SanFran foi de uma cidade velha, com cara de cansada, cheia de mendigos e drogados por todos os cantos. #prontofalei!

Passado o impacto inicial, que realmente me assustou e confesso que quase me desanimou da cidade, com um pouco mais de calma tive a oportunidade de entender melhor como ela funciona e porque tantas pessoas são tão apaixonadas por ela.

Be shure to wear some flowers in your hair.. 

A minha viagem

A minha visita à San Francisco fez parte da roadtrip pela Califórnia. Cheguei na cidade em uma segunda-feira, perto do hora do almoço, então ainda consegui aproveitar a tarde do primeiro dia na região da Union Square e ainda tive mais dois dias inteiros pra explorar a cidade.

Como a minha ideia era só fazer um overview da cidade, sem me aprofundar muito, dois dias e meio foi tempo suficiente. 


Meu mapa em San Francisco

Porém estando lá, pude perceber que San Francisco possui muitas atrações e quem quiser se aprofundar e conhecer tudo mesmo, como por exemplo, visitar os museus no Golden Gate Park ou ainda visitar Alcatraz, recomendo no mínimo uns 4 dias na cidade.

Chegando em SF e saindo do aeroporto

Eu estava em Los Angeles e de lá peguei um voo para SF pela Southwest (tem avaliação dela aqui). O tempo de voo foi de 1:20h aproximadamente.

As opções para sair do aeroporto de San Francisco são:

- Táxi: em média $50 até a Union Square (centro da cidade);
- Metrô (BART): vai até a estação Powell (Union Square). Custa $8,65 e leva uns 30 minutos até o centro da cidade;
- Vans compartilhadas;
- Carro (se você alugar um);
- Uber ou Lyft: a boa é que o aeroporto tem wifi. Mas espere gastar algo próximo do valor do táxi.

Como meu hotel não era na região da Union Square, o táxi sairia mais que $50. A opção de pegar o metrô (BART) não me pareceu uma boa ideia, pois de qualquer maneira dependeria de um táxi. Foi aí que descobri a SuperShuttle, uma empresa que faz serviço de transfer do aeroporto em vans compartilhadas. 

Este serviço existe em várias cidades dos EUA e leva passageiros do aeroporto até a porta do seu hotel. Geralmente, a van é compartilhada com até 7 pessoas. A vantagem em relação ao táxi é que, além de ser mais barato, o preço é fixo. No caso de pegar um trânsito inesperado no meio do caminho, não tem como ser surpreendido pelo taxímetro.

Eu fiz a reserva pelo site e foi preciso realizar o pagamento com antecedência, utilizando o cartão de crédito. Chegando no aeroporto, foi só localizar as placas indicando o caminho paras as "Shared Vans". No ponto das vans, fica um agente da empresa direcionando os passageiros para a van correspondente. Não saia entrando na primeira van que estiver na sua frente pois cada uma tem uma rota definida.

A minha van tinha além de nós dois, mais quatro pessoas. Porém as pessoas não ficam todas no mesmo ponto de partida, ou seja, a van precisou ir a outros terminais do aeroporto buscar esses passageiros. Isso fez com que demorasse um pouco pra van sair de lá. Já na cidade, a van vai distribuindo os passageiros conforme a rota traçada pela empresa. Dei sorte foi que o meu hotel era o segundo da rota e por isso não demorei muito para chegar. Mas penso que se tivesse pegado uma van com 7 pessoas diferentes e o meu hotel fosse o último da rota, talvez teria sido uma opção bem demorada.

Hospedagem

Quando pesquisava sobre hospedagem em SanFran, tudo apontava para a Union Square como a melhor opção da cidade. Mas eu não conseguia olhar com bons olhos a hospedagem no centro da cidade. Achava isso tão esquisito.. não me lembro de ter conhecido nenhuma cidade em que ficar hospedado no centro teria sido legal..

Outro local muito indicado é a região do Fisherman's Wharf que possui uma boa oferta de hotéis, mas os preços estavam um pouco acima do que eu pretendia pagar. Comecei então a pesquisar outros bairros e olhando no mapa, achei um hotel com preço "justo" (prepare-se para preços elevados em SF) e bem localizado. 

O salvador da pátria foi o Inn On Broadway, que fica em Nob Hill, um bairro entre o centrão e a região do píer. O bairro é super residencial e tranquilo. De ônibus fica a 10 minutos da Union Square e ainda dá pra ir caminhando pra região do píer, passando pela Lombard St e ainda conta com uma boa opção de comércio em volta.

O hotel tem  estilo motel americano é simples e não tem nada de excepcional. Mas é limpo e seguro. Sua aparência por fora pode até assustar um pouco os desavisados como eu pois tem cara de velho e desgastado. Mas por dentro até que me surpreendeu. O quarto era muito bom, espaçoso, limpo e equipado com geladeira e microondas. Além de bem localizado, tinha garagem, o que garantiu um sossego no dia que aluguei carro. Me hospedaria lá novamente com certeza.

Já estando em San Francisco pude confirmar a minha impressão inicial sobre hospedagem na cidade e tive a certeza de que a minha escolha foi acertada. Primeiro porque achei a região da Union Square horrorosa pra se hospedar. Era exatamente o que eu tinha imaginado: centrão da cidade, com trânsito, milhões de pessoas e muito mendigo na rua. Achei mega deprê acordar e sair pra um passeio no meio disso tudo. 

Constatei também que a região do píer é mesmo uma boa opção de hospedagem pois tem uma atmosfera mais tranquila e bem voltada para o turismo. Outro bairro que consideraria é o District Marina, que na minha opinião é um dos bairros mais bonitos de SanFran e também de fácil locomoção.

Para pesquisar outras opções de hospedagem em San Francisco, clique aqui. Mas lembre-se sempre de ficar atento às avaliações. 😉

Como se locomover

O transporte público funciona muito bem. Andei bastante de ônibus e apesar de alguns serem meio velhões, eles são super pontuais. O preço da passagem é US$2,00/pessoa e é imprescindível andar com dinheiro trocado pois a cobrança dos ônibus é feito por máquinas que não dão troco. E não dão mesmo! Se você quiser tentar, fica por sua conta e risco, nem adianta discutir com o motorista, ele não pode fazer nada.

dicas viagem san francisco
Ônibus elétrico em SF

Cada ponto de ônibus tem placas indicativas de quais linhas passam por ali e o horário certinho do próximo. Uma dica pra saber o número do seu ônibus é utilizar o Google Maps, informando o local para onde você quer ir. Ele te dará as rotas com todas as informações.

Já o cable car é bacana, mas não é pro dia-a-dia. Primeiro que ele é meio lento, para toda hora pro maquinista fazer uns comandos doidos lá. E outra, o preço dele é US$6,00/pessoa, então não dá pra ficar pegando ele toda hora. A não ser que você tenha tempo de sobra e faça o cartão Muni, aí pode ser que seja uma opção viável.

Acredito mesmo que você utilizará o cable car pelo menos pra fazer aquele passeio clássico que começa perto da Union Square e termina na região do píer. São duas linhas que operam nesse trecho: A Powell-Mason e a Powell-Hyde (que passa pela Lombard St).

dicas viagem san francisco
Lá vem o bonde!

Pra andar de carro em SanFran não é difícil e o Waze ajuda a fazer isso tranquilamente. O estacionamento pode ser um pouco complicado em alguns pontos específicos da cidade, como na Union Square, mas no geral me virei muito bem andando de carro por lá.

Quando ir

SanFran é conhecida por ter um clima muito chatinho. Tem sempre uma neblina, faz frio e costuma cair aquela chuvinha fina. Mas ainda assim é possível ter sorte e pegar um dia abençoado de sol.


Eu desteto frio então sempre recomendaria visitar a cidade em meses com temperaturas mais altas mas ainda assim esteja sempre preparado com roupas de frio.

Na minha visita eu até que dei sorte com o clima e no meu primeiro dia na cidade fez sol e até um calorzinho. O segundo dia já começou com uma forte neblina mas conforme o dia esquentou a ela foi embora. Porém em ambos os dias, o vento era frio, forte e constante.

O que fazer

Como eu disse acima, San Francisco é uma cidade cosmopolita com opções de entretenimento para agradar todo e qualquer tipo de turista, até os mais aventureiros que curtem a vida ao ar livre como eu, pode acreditar.

Pra quem é mais urbano, pode se esbaldar na região da Union Square, o centro financeiro da cidade, repleto de lojas e bons restaurantes.

dicas viagem san francisco
Union Square vista do terraço da Macy's

Pra quem curte uma atmosfera mais ao ar livre, pode visitar a região do píer, que também tem muitos restaurantes e lojinhas bacanas. É sem dúvida uma região voltada para os turistas da cidade. Mas com certeza é garantia de um passeio bacana e super animado.

dicas viagem san francisco
Píer de San Francisco

dicas viagem san francisco
As estrelas da casa

Uma outra atração de San Francisco é a Golden Gate, a ponte mais famosa dos Estados Unidos e quem sabe até do mundo! 

dicas viagem san francisco
Golden Gate Bridge

A cidade oferece várias vistas interessantes dela, mas na minha opinião, o mais legal é atravessa-la de bicicleta. Eu fui e achei o melhor passeio de San Francisco. Escrevi um post - Bike the Bay - onde eu conto como foi essa aventura maravilhosa.

dicas viagem san francisco
Pedal até Sausalito - bike the bay!

Não pode confundir a Golden Gate Bridge com o Golden Gate Park. São lugares diferentes! O parque possui diversas atrações famosas, dentre elas o De Young Museum, o Jardim Japonês, a California Academy of Sciences, entre muitas outras.

dicas viagem san francisco
Uma das entradas do parque

E pra quem curte uma história das boas, é em San Francisco que fica uma das mais famosas cadeias do mundo, a temida Alcatraz! Eu não fui, mas a cidade oferece lindas vistas da ilha que guarda todas essas histórias.

dicas viagem san francisco
Alcatraz lá no fundo

E isso foi só um breve resumo do que tem pra fazer em San Francisco! A cidade tem muito mais a oferecer e eu que só tinha dois dias pude conhecer apenas alguns lugares. Mas pra poder escrever tudo em detalhes e carregar várias fotos, escrevi outro post  - O que fazer em San Francisco. Corre lá pra conferir!

Valeu a pena??

Sempre vale né? SanFran é uma cidade grande, que como todas as outras do mundo, tem lá seus problemas. Eu curti muito e não vou dizer que a cidade é tudo de bom ou tudo de ruim porque não é nem uma coisa, nem a outra. Apenas recomendo ter cautela com a sua expectativa para não se decepcionar..

Em dois dias consegui ver e fazer coisa pra caramba por lá e como dei sorte com o clima, foram passeios super agradáveis. Por isso, se tiver a oportunidade de conhecer SanFran, não deixe de ir e aí você poderá tirar suas próprias conclusões.

Mais sobre a roadtrip pela Califórnia

Como montar seu roteiro pra Califa: uma ajudinha pra montar sua viagem
Santa Monica: 1ª parada na Califa
O que fazer em San Francisco: prepare-se pra uma cidade especial!
Bike the bay: atravessando a Golden Gate de bike
Monterey/Carmel: começando a roadtrip
Big Sur: o filé da roadtrip
Camarillo Outlet: no meio do caminho tinha um outlet!
San Diego: ultima parada na Califa (e uma das melhores)
Na estrada até Vegas: o deserto e Calico Ghost Town
Las Vegas: nossa roadtrip chegou ao fim


**Data da viagem: maio/2014




4 comentários:

  1. Olá Renata, em qual hotel você ficou? Fiquei muito interessada nele como opção.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Fiquei hospedada no Inn On Broadway (tá lá no texto! com link e tudo). É motel americano, simples e honesto. Ele por fora é meio esquisitão, parece velho, mas não é pulguento não, é tranquilo.. E o que eu mais curti foi a localização: próximo de tudo, com fácil condução e vizinhança simpática..

      Mas essas foram as minhas impressões né.. Não deixe de ler as opiniões sobre ele no Booking e TripAdvisor.

      Boa sorte!
      ;)

      Excluir
  2. Oi Renata, mil desculpas, acho tão feio as pessoas ficarem perguntando o que está no texto rs, me passou desapercebido.
    Obrigada por responder ;)
    Jennifer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jennifer,

      Imagina.. não há problema nenhum! Perguntas são sempre bem vindas!!
      =)

      Excluir