18/04/2014

Dicas de viagem para Morro de São Paulo


dicas viagem morro de sao paulo bahia
Plano B na Bahia é assim..

Depois do nosso plano frustrado de ir pra Mangue Seco por causa da chuva tive que recorrer ao plano B. Faz parte né.. ainda bem que na Bahia tem como bolar o plano B, C, D.. já que tem tanto lugar bonito.. E lá fomos nós pra Morro de São Paulo.

Plano A: furada!

dicas viagem morro de sao paulo bahia
Duas horas depois: plano B

Quando eu morava na Bahia, visitei Morro algumas vezes e sempre amei esse lugar. Ele está nas minhas melhores memórias da infância. Naquela época, o acesso até a ilha era bem restrito e isso fazia com que o lugar fosse um paraíso preservado. Hoje, com o acesso mais fácil, as coisas estão bem diferentes e Morro sofreu um pouco com a bombação turística. Ainda assim, vale a pena conferir.

Como chegar

Morro de São Paulo fica na Ilha de Tinharé, ao sul de Salvador. Essa região é mais conhecida como a Costa do Dendê.

Dá pra chegar na ilha de duas maneiras: barco ou avião. De avião, as saídas partem do aeroporto de Salvador em teco-teco e o voo leva 25 minutos.

Dá pra chegar de todo jeito

De barco, as saídas partem de Salvador, no Terminal Marítimo, levam 2h de viagem e tem preço salgado. As empresas que operam nesse trecho são a Biotur e a Ilha Bela.

Existe ainda a opção de pegar o barco em Valença, onde o preço da travessia é bem menor e o tempo também: 30 minutos.

Pra chegar em Valença de carro vindo de Salvador, o caminho mais curto é atravessando até a Ilha de Itaparica pelo ferry-boat. Se vier de ônibus, existem duas empresas que operam o trecho Salvador-Valença: Águia Branca e Camurujipe.

Hospedagem

Morro de São Paulo conta com uma infinidade de opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos.

Como a ida pra lá foi no susto, só tive como desenrolar a pousada depois que cheguei. Acabei caindo na maior furada e fiquei numa pousada muito porcaria: Pousada Aradhia. De início, pareceu amigável, na beira da praia, quarto razoável e tal. Mas com o passar do tempo, vi que era horrível: abandonada, nunca tinha gente na recepção e o café da manhã era imundo.

A pousada famigerada ficava na Terceira Praia e eu gostei muito de ficar hospedada por lá (mesmo a pousada sendo uma porcaria). Por ser afastada no centro, a localização garante sossego. O único inconveniente é que a noite é preciso fazer uma boa caminhada até o centro, onde fica o burburinho. O que salva é que o caminho vai beirando o mar e é bem agradável.

Pra consultar outras opções de hospedagem, clique aqui. Mas lembre-se sempre de ficar atento às avaliações, ok? 😉

De rolé por Morro

Ao chegar no desembarque do porto de Morro de São Paulo esteja preparado para além da subida do morro, ser sufocado pelos “guias” locais oferecendo pousada, passeio ou qualquer outra coisa que você esteja procurando por lá.

A divisão da parte turística da ilha é bem simples: Centro, que fica no alto do morro e concentra a maior parte dos restaurantes, lojinhas etc. Primeira Praia, fica logo abaixo do centro e possui algumas pousadas. Continuando pela beira da praia, chegamos na Segunda Praia com vários quiosques de praia e algumas pousadas na rua detrás. A Terceira Praia, onde eu fiquei, só tinha pousadas. A Quarta Praia possui hotéis mais reservados e a Quinta Praia além de ser longe pra cacete, só tem coqueiros e poucos hotéis mais exclusivo$.

dicas viagem morro de sao paulo bahia
Caminhando pro centro

dicas viagem morro de sao paulo bahia
E no meio do caminho tinha uma lua cheia!

dicas viagem morro de sao paulo bahia
A única coisa boa da pousada: a vista

Com o tempo era curto, resolvi gastar o único dia inteiro com o passeio de barco que dá uma volta completa na ilha de Tinharé. O passeio faz uma parada nas piscinas naturais de Moreré, na Vila Velha de Boipeba entra pelo Rio do Inferno, passando pelos mangues, um bar flutuante criador de ostras e por fim na cidade histórica de Cairú. Ufa!

O passeio sai do final da Terceira Praia e é super fácil encontrar pessoas vendendo ingresso.

Dei sorte de pegar um barqueiro super gente boa: o Rasta. Além de explicar várias coisas bacanas sobre o lugar, ele deixava a turma super a vontade e o barco dele tinha até uma trilha sonora produzida especialmente para o passeio (por exemplo, quando entramos no rio começou a tocar Chico Science - mangue beat, sacou?). Recomendo essa figura!

dicas viagem morro de sao paulo bahia
Piscinas de Moreré

dicas viagem morro de sao paulo bahia
Chegando em Boibepa

dicas viagem morro de sao paulo bahia
A boa vida de Boibepa

O passeio retorna para a vila de Morro de São Paulo no final do dia e a minha ideia era chegar a tempo de curtir o pôr do sol da Toca do Morcego, que é um lounge/boate que fica no alto do morro e proporciona uma vista maravilhosa.

Mas o nosso amigo Rasta esqueceu da vida em uma das redes da Velha Boipeba e o passeio atrasou, cheguei em Morro só às 17:30 e não deu tempo de subir até a Toca. Mas, pelo que vi das fotos, super recomendo quem estiver por lá fazer esse esforço, pois além do visual, dizem que o agito é garantido.

dicas viagem morro de sao paulo
Tive que me contentar com este por do sol

Se estiver afim de fazer um exercício físico recomendo a subida até o farol. A trilha de acesso começa no Centro e é a mesma que leva pra Toca do Morcego. Não é difícil pois é toda de degraus, mas por ser subida é um pouco cansativa. Ao chegar no topo, não desanime, mas não é permitida a entrada no farol. A boa é ir até a tirolesa, que fica bem ao lado e tem uma vista incrível de Morro. Se você for corajoso, se jogue dali mesmo.

dicas viagem morro de sao paulo
O mais perto que dá pra chegar do farol

dicas viagem morro de sao paulo
Vista da Tirolesa

Depois do momento "vida saudável do dia", me ocupei em não fazer nada nas praias de Morro.
dicas viagem morro de sao paulo bahia
Piscinas da Segunda Praia

dicas viagem morro de sao paulo bahia
Piscinas da Quarta Praia








A temida volta de Morro de São Paulo

Ir embora de Morro é um capítulo a parte, não só pela sensação de deixar o paraíso para voltar à vida real. É clássica a história da volta de barco de Morro pra Salvador, já que o mar bate muito na volta e o enjoo é certo.

Peguei o último catamarã sentido Salvador, o de 17h. Nesse dia o mar estava tão violento que a viagem, ao invés de 2h, levou 3h. Tinha gente vomitando por todos os lados durante toda a viagem, e acreditem, até o marinheiro passou mal! Só pra ter uma ideia do drama.. Até eu que nunca passei mal em barco, fiquei meio enjoada (mas não cheguei as vias de fato).

Portanto, se você tem problema com viagens de barco, no caso de Morro de São Paulo recomendo fortíssimo se preparar antes de pegar o caminho de volta: ou toma um remédio ou considere a hipótese de voltar por Valença.

Impressões Gerais

Eu amo Morro. É claro que não encontrei o mesmo lugar de 20 anos atrás, mas a energia do lugar ainda é muito bacana.

Só não recomendo ir pra lá em datas especiais, tipo carnaval, Ano Novo, Semana Santa, porque o lugar fica insuportável. Mesmo.

 
**Data da viagem: fevereiro/2011


0 comentários:

Postar um comentário