26/04/2014

Dicas de viagem para Aruba

6 comentários     
categories: ,

Depois de Los Roques ficou difícil pra Aruba..

Aruba é uma pequena e simpática ilha situada no Mar do Caribe. Sob o slogan de "One Happy Island" atrai turistas de diversos lugares do mundo, principalmente americanos com suas belas praias de mar cristalino.

Para nós brasileiros, Aruba tem um diferencial que é a distância. A ilha fica somente a 31km da costa venezuelana e por isso um dos destinos caribenhos mais próximos de nós. E ainda tem uma super vantagem: é fora da zona de furacões, ou seja, com seu clima quente e pouco chuvoso, é um destino de praia para o ano todo!

A minha viagem

Aruba surgiu na minha vida quando eu estava planejando a viagem de Los Roques. Como eu tinha 15 dias de férias e queria aproveitar a passagem para conhecer mais de uma destino, pensei em combinar com algo ali por perto.

Analisando a viabilidade da viagem (distância/custo), Aruba foi a escolhida pois além de ser bem próxima da Venezuela, na época rolava um voo da Gol Rio/Aruba com escala em Caracas. Era o plano perfeito pra eu não gastar nada com passagem e tirar tudo com milhas. E assim ficou decidido: uma semana em Los Roques e outra em Aruba.

Aruba me pareceu um destino bem interessante: ilha de colonização holandesa (eu ainda não conhecia a Holanda mas sempre tive fascínio pelos holandeses!) com praias paradisíacas, já rolava um certo movimento noturno com uns restaurantes, lojinhas, cassinos.. Achei que poderia ser uma boa pedida depois de passar uma semana conversando com pelicanos e estrelas-do-mar..

Além disso, eu realmente acreditei que faria muitas compras em Aruba (doce ilusão! 😒) e com a mala supostamente pesada, seria um problema para embarcar no teco-teco de Los Roques, que tem limite de bagagem de 10kg por pessoa. E assim acabei escolhendo conhecer Los Roques primeiro.

Só que essa não foi uma ideia tão boa assim.. Erros de uma viajante principiante que contarei detalhes mais à frente. Mas é assim mesmo, faz parte do aprendizado!

Como chegar

Como eu disse acima, Aruba fica bem próximo da Venezuela, então na teoria a viagem deveria ser curtinha né? Mas infelizmente a Gol descontinuou seu voo para lá e aquele esquemão do Smiles acabou 😞

Então agora para ir à Aruba é preciso voar por uma companhia latina, como a Avianca (via Bogotá) ou Copa (via Panamá) ou por uma americana, como American Arlines ou Delta, que nesse caso vai precisar de visto americano.

Como se locomover

Aruba é uma ilha relativamente pequena. Sua região turística é muito bem estruturada e concentrada na parte oeste, onde fica concentrada a zona hoteleira também.

Para uma experiência com mais liberdade, o carro é uma ótima pedida. As estradas são bem sinalizadas e dirige-se na mesma mão que nós brasileiros e os carros seguem o padrão americano: a maioria é automático. É super fácil dirigir em Aruba.

Pra quem não quer saber de carro nas férias pode contar com os táxis ou com ônibus. Entre a zona hoteleira em Palm Beach, a capital Orajestad e a ponta leste da ilha, onde ficam algumas praias também interessantes, o transporte público que funciona bem.

Para maiores informações, consulte o site oficial de turismo de Aruba.

Mapa de Aruba pra se situar

Quando ir

O clima em Aruba é uma maravilha! É quente e chove pouco durante o ano todo. E o melhor: é totalmente fora da zona de furacões. Ou seja, é destino pro ano todo!

Estive em Aruba no mês de abril e peguei o tempo bom mas com um calor insuportável! No primeiro dia amanheceu bem nublado mas logo o sol apareceu e deu pra aproveitar a praia numa boa. No segundo dia choveu bem forte na parte da manhã e depois fez muito sol na parte da tarde. Então acho que o tempo lá é meio assim: chove e não molha. Em todos os outros dias, sol de rachar.

Hospedagem

Seguindo a lógica, montei base na principal zona hoteleira de Aruba, que é Palm Beach. É lá onde rola o movimento de bares, restaurantes, shoppings etc. Mas pra ser um pouco do contra, não queria ficar em resort, pois essa não é a minha praia. Porém, na hora de pesquisar opções de hotéis "normais" na região não encontrei quase nada. Pra ser mais exata, só encontrei duas opções: o Brickell Bay e o Mill Resort.

Pela localização, achei que o Brickell seria a melhor opção pois é mais perto do burburinho. E quando estava lá, pude comprovar a minha previsão, pois o Mills apesar de estar em Palm Beach, fica bem no final do bairro, já um pouco distante da muvuca.

O Brickell Bay além de bem localizado, possui bons quartos, com instalações novas e limpo. O hotel só pecou em dois pontos: não possui frigobar no quarto e a internet era paga à parte. Isso fez com que eu achasse o preço injusto pelo pacote de serviços oferecidos pelo hotel. Porém para aquela região era isso ou isso, não tinha muito o que escolher.

Pra consultar outras opções de hospedagem, clique aqui. Mas lembre-se sempre de ficar atento às avaliações, ok? 😉

http://www.booking.com/searchresults.html?city=-1307827&aid=1256661&no_rooms=1&group_adults=1
 
Praias

É aqui que vou explicar para vocês porque que a minha experiência em Aruba não foi tão boa.

Como estava hospedada a uma quadra da praia, no primeiro dia a primeira coisa que fiz foi lá dar uma olhada e aí que a coisa desandou: achei Palm Beach horrorosa!

Aquela visão da praia cheia de resorts, o mar sem graça e pra piorar cheio de algas, quase morri! Pensei: “O quê que nós estamos fazendo aqui? Como que faz pra voltar pra Los Roques, tipo agora?”. Depois de passar uma semana naquele paraíso natural, chegar naquela praia foi muito decepcionante..

This is Palm Beach

Mas quando se planeja uma viagem por conta própria, tem dessas coisas... Se eu tivesse escolhido conhecer primeiro Aruba e depois Los Roques talvez o choque não teria sido tão negativo e minha primeira impressão de Aruba teria sido melhor. Mas fui priorizar a logística das malas, deu nisso! Vivendo e aprendendo..

Mas nem tudo estava perdido. Entrei no carro e saí correndo de Palm Beach pra ver o que tinha de bom na ilha. E logo ali do lado, na vizinha Eagle Beach, o visual já estava mais simpático. O mar estava mais bonito, os hotéis na beira da praia eram menores e a faixa de areia bem larga. É, comecei a respirar um pouco mais aliviada..

Eagle Beach (Palm Beach lá no fundo)

No canto direito da praia tem umas rochas na beira do mar que quando o mar bate, a água passa pela fissura das pedras e forma uns "blowholes", é bem legal de observar. Lá que tirei as fotos com a árvore símbolo de Aruba, as Divi-divi. 

Canto direito de Eagle Beach

Divi-divi em Eagle Beach

Depois de Palm Beach, seguindo para o lado direito, não deixe de ir também em outra prainha escondida e muito bacana que é Arashi Beach. Com águas claras e poucas construções por perto, é mais uma ótima pedida pra sair da confusão de informações de Palm Beach.

Arashi Beach

Seguindo para a região mais central da ilha, na capital Oranjestad, encontrei uma prainha escondida muito legal. Ela fica bem próxima do aeroporto e tem um bar chamado Nikki Beach.

O mar é bem calminho e com águas claras. E a proximidade do aeroporto é engraçado e é bem legal ficar observando o movimento dos aviões bem de pertinho. Como fui em dia de semana, a praia estava bem vazia.

Nikki Beach

E mais turista chegando

Indo para a costa leste da ilha, nota-se que o ambiente muda completamente. Acaba a zona hoteleira e o que se vê é a Aruba de verdade, dos moradores locais da ilha, com construções mais humildes e zonas industriais.

Mas o mais curioso é que as praias mais legais de Aruba ficam exatamente nessa região: a Baby e Rodgers Beach. Essas sim tem aquele azul caribe mesmo, de água transparente. E olha que coisa maluca, as duas praias mais bonitas de Aruba dão de frente pra uma refinaria de petróleo, um visual nada a ver com aquele paraíso! De qualquer forma, vale a pena a visita. 

Em Baby Beach, no canto esquerdo a praia é mais estrutura e conta com alguns quiosques. Esteja preparado apenas para encontrar uma praia bem cheia pois é um dos passeios mais vendidos para os turistas que estão hospedados em Palm Beach. Além disso, nesse lado da praia tem uma piscininha incrível pra fazer snorkel, com muito peixes. Eu que não dava nada por ela, me surpreendi. Já no canto direito, como não tem bar, a praia fica bem vazia e é até mais interessante.

Baby Beach e a refinaria no fundo

Canto direito de Baby sem ninguém

Já em Rodgers Beach a praia consegue ser mais linda ainda, pena que fica mais próxima da tal refinaria. 😞 

Não tem nada de bar e não tinha ninguém quando eu fui. Mas eu vi que há umas cabanas de palha construídas na areia da praia. Desconfio que no final de semana ali seja point dos moradores locais e deve rolar uns churrascos, pic-nics e tal, talvez fique meio farofado.

Em Rodgers a refinaria fica bem perto

Mas aí é só concentrar na vista do outro lado

Águas cristalinas em Rodgers Beach

Reza a lenda que a parte boa de Aruba é o lado bom da ilha voltado para o continente, onde a água é mais clara e calma. Mas eu, descobridora dos sete mares, tive que ir no tal lado "selvagem da ilha pra dar uma conferida. E vou te contar que gostei também desse lado da ilha, que é voltado para o oceano. O visual no geral é bem diferente, pois quase não tem construção nenhuma e o mar não tem aquele azul tão caribe mas a paisagem é igualmente interessante. Acho que vale a pena conferir.

Fui à praia uma praia chamada Boca Grandi que é muito procurada por praticantes de kitesurf. Seu acesso é bem próximo a Baby Beach e dá pra estacionar o carro bem perto. A praia é bem extensa e não nem absolutamente nada! Tá, pra não ser injusta tinha uma cabana estilo Mad Max que a galera do kite fez com o lixo que chega na praia pra se proteger do vento e do sol.


Kite em Boca Grandi

Olha o estilo da cabana Mad Max!

Não tive muita oportunidade de explorar esse lado da ilha pois as estradas são bem off-roads e eu com um carro comum não quis arriscar (até tentei mas não dava mesmo!). Mas ouvi falar muito de uma praia chamada Andicuri, que tem um visual muito bacana.

Pôr do sol em Aruba

Um programa legal em qualquer lugar do mundo é assistir o pôr do sol. Em Aruba então, nem se fale! Um dos lugares mais tradicionais da ilha é ir o Farol Califórnia que fica na ponta norte da ilha.

Do lado do farol tem um restaurante que rola uma vista bacana também mas eu não fui bem atendida, então recomendo com ressalvas.

O restaurante e o farol

Vista do restaurante

California Lighthouse

Por do sol visto do farol

Uma aventura de última hora

Como disse antes, Aruba é pequena e depois de dois dias de voltas pela ilha e algumas experiências não tão positivas, caí na real que uma semana lá era tempo demais. No terceiro dia, já com quase toda a ilha explorada, comecei a pensar no plano B: que outro lugar que eu poderia conhecer próximo de dali? Foi daí que pensei em Curaçao..

Corri pro hotel pra começar os trabalhos. Pesquisando na internet vi que era super viável a logística e o custo de passar dois dias na ilha vizinha, então não pensei duas vezes! Arrumei uma mochila com uma muda de roupa e no dia seguinte bem cedo eu já estáva em Curaçao! Mas essa aventura eu vou contar em outro post.

Antes de sair deixei avisado no hotel que ficaríamos fora por 2 dias, assim ninguém daria queixa de sumiço de turistas brasileiros. E avisei também na locadora que o carro ficaria esse tempo estacionado no aeroporto mas que não se tratava de abandono. E assim, fomos nós! 😉

Impressões Gerais:

Estando em Aruba, entendi que o turismo de lá é completamente voltado para os americanos. Inclusive é possível fazer imigração americana no aeroporto de Aruba e voar para os EUA como se fosse um voo doméstico.


Apesar da língua oficial ser o papiamento, todo mundo fala inglês e espanhol. Deu pra se virar numa boa com o espanhol, mas percebi que eles preferem os turistas que falam inglês.

Fiquei com a impressão de que Aruba é um lugar muito seguro pra se viver. Os locais, os poucos que quiseram manter contato com nós, reles sul-americanos, disseram que o índice de violência na ilha é quase zero.

Compras: não achei nada em conta, os preços não são atrativos e as lojas contam com pouquíssima opção. Tem muita loja de eletrônicos, relógios e joias. Até vale a pena dar uma garimpada pelos mini-shoppings de Oranjestad pra ver se encontra algo interessante. Por exemplo, encontrei (e comprei) a GoPro lá pelo mesmo preço dos EUA.

Por fim, apesar do choque que senti ao chegar em Aruba logo após Los Roques, que é um paraíso natural, achei a "ilha feliz" um país bem simpático. Em três dias dá pra conhecer a ilha toda numa boa. Acho que Aruba é um destino perfeito pra ser combinado com outro, como Curaçao por exemplo. Ou ainda, pra quem preferir, também rola aquele esquema de ficar de bobeira mesmo e curtir suas praias sem muita preocupação.

**Data da viagem: abril/2012


6 comentários:

  1. Aii acho que qq lugar perto de Los Roques deve ficar meio sem gracinha né? Eu fui pra Punta Cana recentemente e apesar de ter curtido(fui em lua de mel e aproveitei mordomias de resortão), não chegou nem perto da paz e da emoção que eu senti em Los Roques. A simplicidade de Los Roques é o charme do lugar e o luxo são aquelas praias incríveis, não tem igual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dri..

      Acho que "viajei" aqui e não vi seu comentário. Me desculpe..

      Realmente Los Roques é incomparável mesmo.. Curti outros lugares do Caribe depois, mas LR é sensacional!

      =)

      Excluir
  2. ei Renata, estou indo para Aruba no final de março e gostaria de saber onde comprou a GoPro e quanto pagou. Andei pesquisando e não vi comentários sobre ela estar o mesmo preço dos EUA, quero muito comprar a minha lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aislana,

      Caramba, vc me fez uma pergunta super difícil.. Não vou lembrar exatamente do nome da loja..

      Mas vamos lá.. lembro que a loja ficava no segundo andar do Royal Plaza Mall, que fica em Oranjestad. Era uma loja de surfwear, que vendia bermudas, camisas e as benditas GoPro's com o mesmo preço da época nos EUA.

      Tomara que ainda seja o mesmo preço!

      Boa sorte!
      ;)

      Excluir
  3. Oi Renata,

    Obrigada por linkar o meu blog. Fiquei com uma dúvida: onde vc comprou esse bife com batata frita por $70? Esse foi o preço para uma pessoa?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bel,

      Desculpe-me por não avisar que estava linkando seu blog! Lembro-me que na época que fui para Aruba, li tudo que estava lá. Muito bom, parabéns!

      Então.. já não me lembro mais o nome do restaurante, mas era ali na rua principal de Palm Beach e bem próximo do hotel que fiquei. Acho que devo ter entrado naquelas pegadinhas de turistas, pois no dia que cheguei estava bem cansada e com fome e entrei no primeiro restaurante que vi.

      Mas depois disso me virei bem em Aruba. E apesar de não parecer, gostei sim da ilha.. É que chegar em Palm Beach depois de Los Roques foi um choque..

      Mas vc sabe que dia desses vi umas fotos em um outro blog de viagem e as fotos das praias em Aruba estavam maravilhosas?! Até Palm Beach estava bonita.. Talvez tenha dado azar na época que fui, não sei..

      ;)

      Excluir